Home / Destaques / Raio-X UFC #5 – UFN 92 Rodriguez vs Caceres

Raio-X UFC #5 – UFN 92 Rodriguez vs Caceres

Fonte: ufc.com.br

Olá, amigos! Sejam bem vindos a mais um Raio-X UFC. O UFC vai desta vez a Salt Lake City, em Utah, para realizar o UFC Fight Night 92. No Main Event, dois talentosíssimos e criativos lutadores se enfrentam. A estrela mexicana, Yair Rodriguez, enfrenta americano Alex Caceres, em uma luta que promete ser muito boa. No Co-Main Event, o talentoso Wrestler, Dennis Bermudez, tenta novamente uma grande sequência de vitórias, para no futuro tentar disputar o cinturão. Rony Jason retorna ao octógono, após cumprir suspensão e o enfrenta, na maior luta de sua carreira. Uma vitória nesta luta seria um grande passo para o brasileiro. Este UFC tem um nível abaixo da média, mas não se engane, há lutas muito equilibradas, com promissores lutadores e que prometem entreter o público. Não perca! Mas antes, vamos à algumas análises. Lembrando que hoje teremos a participação especial do nosso ilustre colunista, Jayme Mendes.

Zak Cummings vs Santiago Ponzinibio

Por Jayme Mendes:

Aqui temos um confronto muito bem casado de lutadores de bom nível mas que ainda não estão ranqueados entre os tops da categoria já que, embora ambos possuam 4 vitórias no evento, perderam as lutas que poderiam alça-los a um patamar maior dentro da divisão.

Santiago Ponzinibbio que se recuperou da derrota para Lorenz Larkin embalando 2 vitórias seguidas por KO no primeiro round enfrenta o wrestler Zak Cummings que também se recuperou da finalização sofrida para Gunnar Nelson com 2 vitórias, sendo uma por decisão e outra por KO.

Para esse combate vejo lutadores de estilos bem distintos e sairá com a vitória aquele que conseguir imprimir o seu ritmo desde o começo do combate.

Chaves para a vitória de Santiago Ponzinibbio – Apesar do seu oponente não ser leigo na trocação e ter umas boas combinações principalmente de mão, o “arxentino gente boa” é um striker mais completo e apresenta tanto mais armas ofensivas quanto velocidade na movimentação e nos golpes. Deve levar vantagem nessa área e a chave para a vitória é movimentação com velocidade e controle da distância na hora de desferir suas combinações, o famoso bate-sai. Tem que tomar cuidado com os contra-golpes, já que o oponente tem a mão pesada embora menos técnica e além disso deve vir com a defesa de quedas bem afiada já que seu oponente costuma controlar bem os adversários estando por cima conseguindo dominar para aplicar um bom  gnp e finalizações que não podem ser subestimadas.

Chaves para a vitória de Zak Cummings – Entrar no octagon para sair na porrada com o argentino não seria uma das estratégias mais inteligentes para Cummings já que o argentino também tem mãos pesadas e melhor desenvoltura na hora de mesclar socos com chutes. Ao meu ver, a melhor estratégia para o americano seria simular uma trocação para atrair o argentino e então mudar o nível do combate mesclando com quedas ou um trabalho de isometria com clinch na grade para ir cansando Ponzinibbio e diminuir os riscos em pé. Uma vez no chão deve aproveitar a oportunidade como se não houvesse o amanhã e aplicar um forte gnp já que estando por baixo Ponzinibbio não oferece grandes riscos.

Como eu vejo o combate: Eu vejo Ponzinibbio vindo numa crescente apresentando evolução principalmente no seu jogo em pé enquanto embora Cummings não tenha se apresentado muito melhor do que quando estreou no octagon, em seu último combate em abril conseguiu dominar mesmo em pé um oponente que teoricamente tinha uma trocação mais qualificada que a dele, então é luta dura para ambos os lados mas com uma leve vantagem para o argentino que eu acho que vence por decisão.

Odds e dica de aposta: Ponzinibbio (1.58) x Cummings (2.40) – Eu esperava odds um pouco mais equilibradas do que essas que a casa apresentou e pra quem quiser correr maior risco, vale jogar um trocado no americano, mas eu acho mais negócio apostar que a luta terá mais de 2,5 rounds (1.70) pelo bet365

Thales Leites (#12) vs Chris Camozzi

Por Jayme Mendes:

Em mais uma luta bem casada, na minha opinião, o carioca faixa-preta de jiu-jítsu Thales Leites enfrenta o striker do Colorado Chris Camozzi. O brasileiro vem de duas derrotas consecutivas e tem seu lugar no ranking (e talvez até seu emprego) ameaçado. Já o americano vem de três vitórias seguidas e tenta mais uma vez alçar seu nome a um patamar maior dentro da organização, já que em sua primeira passagem ele também teve uma boa sequência de vitórias antes de engatar as quatro derrotas que o levaram a demissão.

Se o leitor for conversar na rodinha de amigos provavelmente escutará da maioria que o brasileiro vai “passar o carro”. Isso porque embora Camozzi já tenha feito (e vencido bem) outras 3 lutas depois daquelas, as atuações que ficaram marcadas foram as 2 derrotas acachapantes para outro brasileiro, Ronaldo Jacaré. Mas não se engane, essa luta tem potencial para ser equilibrada e o americano tem suas chances. Se por um lado vimos que as maiores fraquezas de Camozzi podem estar no jogo defensivo de chão, as habilidades em pé de Chris não devem ser desprezadas, é um striker com um nível razoavelmente bom que consegue se aproveitar da envergadura quando lhe é favorável e desfere potentes chutes com a perna de trás. Enquanto isso a maior força de Thales se encontra justamente na maior fraqueza do seu adversário, o solo. Thales até tem uma boa envergadura (4 cm a mais que Camozzi) e mãos pesadas, podendo resolver a luta com um golpe bem aplicado, mas penso que a trocação seria um caminho mais difícil para a vitória conforme analisarei abaixo:

Chaves para a Vitória de Thales Leites – Aqui não tem muito mistério, é colocar a faixa-preta de jiu-jítsu para trabalhar e conseguir mais uma vitória. Thales até tem a mão pesada e pode num bom golpe, mudar o rumo da luta e até conseguir o KO, mas não é o melhor caminho. Camozzi é melhor em pé, seja pela variedade de golpes tanto pela movimentação e velocidade de ataque. Thales não deve ir com tudo pra cima, mas a trocação aqui teoricamente tem que ser apenas para atrair o americano, induzi-lo ao erro e para clinchar e derrubar. Outra possibilidade também seria a de utilizar-se do jogo de grade mesclando “dirty boxing” e quedas.

Chaves para a Vitória de Chris Camozzi – Se eu fosse o americano, ou alguém de seu camp, colocaria as lutas de Thales contra Michael Bisping e Gegard Mousasi em modo repeat e tentaria ao máximo emular aquele tipo de jogo. Claro que eu não quis dizer aqui que Camozzi tem a qualidade dos dois citados, mas o que Camozzi tem que fazer é exatamente aquilo: Encontrar a distância segura para não ser derrubado e sempre estar circulando ara achar bons ângulos, batendo e sempre com a movimentação de pernas em dia para evitar ser agarrado. Batendo, circulando e se mantendo o mais longe possível da grade, além de tomar cuidado para não telegrafar seus bons chutes, o que poderia proporcionar ao seu adversário as oportunidades de queda.

Como eu vejo a luta ocorrendo: Sem querer subestimar o Camozzi que não é mau lutador, eu não o vejo conseguindo defender as quedas pelos 3 rounds, pode até ser que ele comece melhor a luta mas vejo no decorrer do encontro o Thales encontrando o seu jeito de derrubá-lo, ainda que sejam mais aquelas quedinhas de finais de round equilibrados que acabam decidindo. O americano é superior em pé mas a preocupação em não ser derrubado podem fazer com que as coisas fiquem equilibradas em cima e como eu não vejo o americano resistindo às quedas no combate todo, fico induzido a achar que Thales Leites vence por decisão dos jurados.

Odds e dica de aposta: Thales Leites (1.58) x Chris Camozzi (2.47) – Penso que, nesse caso, as odds refletem bem o que se espera do combate. O brasileiro é mesmo o favorito já que a sua desvantagem em relação ao adversário na luta em pé é menor que a vantagem que ele possui na luta de chão. A casa também apresenta odds de 1.47 para que a luta tenha duração maior que 2,5 rounds, o que também está de acordo com o que eu imaginava.

Com as odds nesse patamar não vejo apostas ao mesmo tempo boas e seguras, mas para quem é afeito a maiores riscos, apostar em Thales ganhando por decisão (2.95) é algo a se considerar.

Dennis Bermudez (#8) vs Rony Mariano Bezerra

Dennis “The Menace” Bermudez enfrenta Rony “Jason” Mariano Bezerra pela categoria peso-pena.

Bermudez tem um cartel de 15-5 no MMA e 8-3 no UFC. Vem de uma vitória sobre um lutador que está no card (Kawajiri), em uma luta onde se recuperou, após duas derrotas seguidas. Bermudez é um bom lutador tanto no Striking quanto no Grappling. Em pé, tem boas combinações, mas o seu forte é o seu Boxe. Ele adora trocar golpes na curta distância. Tem bons chutes também, especialmente low kicks. É um ótimo Wrestler. É um lutador muito forte, e isso lhe ajuda tanto em pé quanto no Wrestling. Golpeia muito forte e usa muito bem a sua força para levar ao chão os seus oponentes.

Jason tem um cartel de 14-5 no MMA e 4-2-1 no UFC. Vem de um momento não muito bom na sua carreira. Foi pego no doping em sua última luta (por isso mais de um ano sem lutar), perdeu a penúltima e não vence desde 2014. Jason é principalmente um lutador de Jiu Jitsu (é faixa-preta). Sua guarda é perigosíssima e isso lhe permite lançar os golpes mais variados e pouco ortodoxos em pé. Em pé, usa bem o seu Muay Thai. Tende a lançar golpes mais fortes do que combiná-los. Adora lançar o overhand de direita, a joelhada voadora e alguns golpes rodados (sua guarda lhe permite isso, pois não tem receio de lutar de costas para o chão).

Estratégia para o Bermudez: Deve misturar o seu Striking com o seu Wrestling. Poderia pressionar o Jason para cansá-lo, principalmente no Clinch, pois o mesmo já demonstrou diminuir o ritmo em suas lutas. Deve tomar cuidado com alguns golpes e com a guarda do Jason. Por isso, misturar o Striking com o Wrestling seria uma boa, pois o Jason tem boas armas em ambas as áreas.

Estratégia para o Jason: Acredito que em qualquer área da luta ele tenha boas armas pra vencer. Por isso, deve aproveitar ao máximo as oportunidades em todas as posições. Em pé, poderia tentar contragolpear, tanto com socos quanto com joelhadas voadoras (antecipando a entrada nas pernas do Bermudez, assim como o Stephens fez), pois o Bermudez já demonstrou receber muitos golpes ao atacar. No chão, deve fazer o mesmo de sempre: atacar muito da guarda para tentar finalizar.

Previsão da luta: Prevejo uma luta bem equilibrada, muito mais do que a maioria tem previsto. Acredito que o Bermudez seja muito melhor lutador que o Jason, mas por dois motivos essa luta é perigosa para ele: o Jason é um nocauteador e um finalizador. O Bermudez costuma sentir os golpes em pé e no chão já foi finalizado algumas vezes. O Jason definitivamente tem armas pra vencer essa luta. Outra coisa, eu acredito que o jogo case para o Jason, pois o Jason é muito forte e perigoso nas áreas onde o Bermudez costuma vencer. Mas, contrariando tudo isso, acredito que essa luta seja um salto em competição muito grande para o Jason. Tirando o Stephens, o Bermudez é de longe o melhor lutador que o Jason já enfrentou. Fazer isso após mais de um ano parado e não estando no melhor momento pode não ser uma boa opção. Acredito que o Bermudez, com a sua pressão insana, consiga cansar o Jason. Ele é um lutador melhor e mais gabaritado e deve vencer, mas não sem passar por alguns perigos durante a luta. Minha previsão é: Dennis Bermudez vence Rony Jason por decisão dos juízes.

Dica de aposta: Odds: Bermudez (1.40) e Jason (3.00)

Acredito que o Bermudez seja um pouco menos favorito do que as odds nos demonstram. Eu provavelmente ficaria de fora dessa luta, pois, apesar de achar que o Bermudez vence, reconheço o perigo que o Jason apresenta e o retorno não compensa esse risco. Talvez uma aposta de que essa luta chegará à decisão seja uma boa (2.00).

Yair Rodriguez (#13) vs Alex Caceres

Yair “Pantera” Rodriguez enfrenta Alex “Bruce Leeroy” Caceres pela categoria peso-pena.

Rodriguez tem um cartel de 8-1 no MMA e 4-0 no UFC. Vem de uma sequência de 6 vitórias e de um nocaute espetacular em sua última luta, sobre o Andre Fili. Rodriguez é um faixa-preta de Taekwondo e um Striker muito talentoso e criativo. É um lutador muito rápido e que se movimenta muito bem, preferindo trabalhar na longa distância, onde lança uma variedade gigantesca de golpes, especialmente chutes, e, acima de tudo, pouco usuais. Algumas vezes esses golpes o colocam em posições de desvantagem. Ele tem melhorado bastante o seu Wrestling. No chão, também tem uma boa guarda. No geral, o seu Grappling vem evoluindo a cada luta. Ele adora misturar o jogo em pé com o Grappling, lançando golpes pouco usuais e imediatamente tentando quedas.

Caceres tem um cartel de 12-8 no MMA e 7-6-1 no UFC. Vem de duas boas vitórias, especialmente a última, quando pegou a luta de última hora e dominou completamente o Cole Miller. É bem possível de termos visto a melhor performance do Caceres, em sua última luta. É um lutador bem completo. Em pé, tem uma ótima movimentação e lança combinações de vários golpes. Usa muito bem tanto os socos quanto os chutes. É um ótimo Grappler também. Se ele tiver uma oportunidade, ele com certeza vai tentar finalizar.

Estratégia para o Rodriguez: Deve ser mais paciente nessa luta. Ele tende a lançar vários golpes e a errar muitos. Isso pode lhe custar a luta, especialmente por ser 5 rounds e contra um oponente duro como o Caceres. Deve evitar o Grappling, pois o Caceres parece ser melhor naquela área. O correto seria manter a luta em pé, trabalhar bem as combinações, sem deixar de ser criativo, apenas sendo um pouco mais paciente e não se colocando em posições de desvantagem, que podem lhe custar a luta.

Estratégia para o Caceres: Deve ser paciente e estratégico. Acredito que ele tenha mais maturidade pra seguir uma estratégia e ter paciência em uma luta de 5 rounds. Acredito que ele tenha mais vantagens no Grappling, por isso seria uma boa trabalhar essa área, tanto para cansar o Rodriguez quanto para finalizar. Em pé, não pode dar espaços para o Rodriguez, pois ele, sendo um Striker que chuta muito, precisa de espaço para lançar os seus golpes.

Previsão da luta: Vejo esta luta como sendo bem equilibrada. Ambos os lutadores são muito talentosos e criativos e vão entreter o público. O Rodriguez, com alguns de seus golpes pouco usuais, pode acertar alguma coisa e nocautear o Caceres, mas acredito que o Caceres consiga sobreviver aos primeiros rounds e tome a luta para si depois. Vimos um Caceres que encurtou bem a distância e manteve um ritmo muito bom contra o Cole Miller. Prevejo o Caceres usando bastante o seu Grappling, tanto para cansar o Rodriguez quanto para, eventualmente, encontrar uma finalização. Minha previsão é: Alex Caceres vence o Yair Rodrigues por finalização.

Dica de aposta: Odds: Rodriguez (1.36) e Caceres (3.25)

Acredito que as odds não estejam demonstrando bem o cenário desta luta. De acordo com elas, o Rodriguez é bem favorito. O que eu discordo. Acredito que a luta seja bem equilibrada e que o Caceres tenha ótimas chances de vencer. Uma aposta nele seria boa e traria ótimos retornos.

Site das Odds: bet365.com

Como funcionam as Odds: a odd é um fator de multiplicação do dinheiro que você apostar, ou seja, é um número que deve ser multiplicado ao dinheiro apostado, para saber o lucro que você pode obter na aposta. Cada lutador possui uma odd. A odd mais baixa fica com o lutador considerado favorito* e a mais alta com o lutador considerado zebra. As odds também podem ser iguais para ambos os lutadores.

Como saber o lucro da aposta: você deve multiplicar o valor da sua aposta pela odd. Exemplo: quero apostar R$ 1,00 no Eddie Alvarez. Devo multiplicar o meu valor (R$ 1,00) pela odd (3.70), chegando no seguinte valor: R$ 3,70. O meu lucro é esse valor menos o valor apostado, portanto o lucro possível nessa aposta é: R$ 2,70.

*: Lembre-se, favoritismo é algo relativo e depende da análise de cada pessoa, portanto, não necessariamente o melhor lutador tem a odd mais baixa. Quem faz as odds busca odds equilibradas, de modo que o maior número de pessoas aposte. Você deve usar a sua análise da luta para ajudar nas apostas, não usar as odds para analisar a luta. Portanto, esqueça a ideia de que um lutador é favorito simplesmente por causa das odds. As odds são feitas para atrair apostas. Não esqueça disso!

O material acima representa a opinião pessoal do autor, não retratando necessariamente a opinião do BJJForum.

Para ficar por dentro das principais notícias do mundo da luta, siga nossos perfis no Twitter e Instagram, e curta também a nossa página oficial no Facebook.