Home / Colunas / Arquivos Históricos / Um pouco da história do Jiu Jitsu by Geo Omori – parte 3 – Sobre Faixas

Um pouco da história do Jiu Jitsu by Geo Omori – parte 3 – Sobre Faixas

Na década de 1930 o Rio de Janeiro vivia um frenesi em torno do jiu jitsu. Essa arte marcial era representada pelos irmãos Gracie (Carlos, Hélio e George) e por alguns japoneses que haviam treinado direto na Kodokan. Dentre eles destacamos Takeo Yano e Geo Omori. 

Omori era aluno da lenda da Kodokan  Tokugoro Ito e havia sido instrutor na escola japonesa antes de ser embaixador do Kano jiu jitsu (posteriormente conhecido como judo).

Os desafios entre o jiu jitsu, outras artes marciais e homens notáveis (como dobradores de aço de circo, estivadores, etc) diariamente ocupavam as páginas de jornais.  Geo Omori publicou no Diário de Notícias em 1932 uma série de quatro reportagens onde contava a origem do Jiu Jitsu. É uma visão muito próxima da fonte da Kodkwan jiu jitsu (judo) e tem 85 anos que essa história foi contada. É interessante notar que nessa época o judô não era judô e sim Kodkwan Jiu Jitsu, ainda não havia “pegado” o nome judô. Havia muitas escolas de jiu jitsu no Japão no começo do século 20 a Kodkwan (Kodokan) era mais uma delas.

A terceira reportagem foi publicada em 23 de Agosto de 1932 e você confere na íntegra abaixo (adaptamos as grafias aos tempos modernos):

by Geo Omori

Antes de aparecer a famosa Escola de Kodokwan, o jiu jitsu não tinha, por assim dizer, categorias, ou melhor – não possuía distintivos que determinassem as diversas classes de lutadores

JIGORO JANO  PORTADOR DA CÉLEBRE “FAIXA ENCARNADA”

Foi o professor Jigoro Kano que estabeleceu as categorias do jiu jitsu. Agora no Japão, o único que está na categoria máxima, isto é,  a de maior importância, é o próprio Jigoro Kano. Quanto mais alta for a categoria do lutador, maior classe le tem, maiores conhecimentos ele possui. A categoria mais elevada é a de cima, e dela somente faz parte o professor Jigoro, razão pela qual é portadora da “Faixa Encarnada”. Atualmente ninguém tem essa faixa, ficando ele somente com o direito de usá-la.

O JIU JITSU SE DIVIDE EM DEZ CATEGORIAS (n.t dans) E AS FAIXAS RESPECTIVAS

Para melhor compreensão dos meus amáveis leitores brasileiros devo esclarecer que o jiu jitsu se divide em dez categorias. A de cima – ou da faixa encarnada – é ocupada exclusivamente por Jigoro Kano, como já disse.

Nona categoria compõe-se dos seguintes professores: Yohiaka Yamashita, de Tóquio, Harane Isiogai, de Kyoto e Hideichi Nagoaka de Tóquio. Essa categoria usa a faixa vermelha e branca.

Oitava categoria – faixa mista branca e vermelha: professor Ildzuka de Tóquio, Himura de Fukuoka e professor Mifune de Tóquio.

Sétima categoria – faixa mista branca e vermelha:  professor Tomita de Tóquio, Miyakawa de Toquio e professor Tabata de Kyoto.

Sexta Categoria – faixa mista vermelha e branca – compõe-se de 155 pessoas.

As categorias sétima, oitava e nona usam oficialmente a faixa mista branca e vermelha, mas quase todos os lutadores dessas categorias preferem usar a faixa preta.

São essas as categorias que usam a faixa preta, oficialmente: 1º, 2º. 3º, 4º e 5º.

30.000 LUTADORES DE JIU JITSU EM CINCO CATEGORIAS

Para se ter uma idéia ligeira do que é o jiu jitsu no Japão, da 1ª a 5ª categorias estão classificadas 30.000 pessoas atualmente (n.t. 1932). 

LEMBRANDO COM SAUDADES DO CÉLEBRE “DIABO YOKOYAMA” (n.t Oni Yokoyama)

Entre os melhores lutadores de jiu jitsu o famoso professor Sakujiro Yokoyama (“Diabo Yokoyama”) foi sem dúvidas, um dos  mais populares, tanto pela sua competência quanto pela extraordinária habilidade que possuía. Era um dos mais completos alunos de Jigoro Kano e pertencia à 8ª categoria (n.t dan).

Ao relembrar, longe da pátria, mas dob o céu hospitaleiro do Brasil, o vulto de Sakujiro Yokoyama, falecido em 1912, que o Japão justamente venera como um dos seus grandes lutadores, quero prestar-lhe mas uma modesta homenagem da minha admiração, dizendo que Sakujiro Yokoyama foi o mestre dos mestres.

E VOLTA-SE A FALAR DE CONDE KOMA

A prova de que adirmo está nisso: Sakujiro Yokoyama teve quatro alunos que se destacaram dos demais pelo seu valor extraordinário tanto que ficaram conhecidos como “Shi-teunou” (significa Quatro Reis): Professores Ito, Ono, Tatake e o mestre que todos os brasileiros ainda hoje admiram, Conde de Koma. Ele e o professor ITo, foram os melhores alunos de Sakujiro.

Ora, quem conheceu Conde de Koma, que tanto sucesso fez no Rio de Janeiro há tantos anos atrás, pode fazer uma idéia precisa do valor de Sakujiro Yokoyama.

O PROFESSOR ITO, UM NOME QUE EVOCO O PERÍODO ÁUREO DO JIU JITSU

O professor Ito é um rastro de luz na grande história do Jiu Jitsu. Não existiu lutador que ultrapassasse esse grande mestre em saber,  e que era dotado de destreza simplesmente extraordinária.

Falar do Jiu jitsu sem citar o nome do professor Ito é cometer uma injustiça imperdoável. Nos Estados Unidos, o grande professor fez por várias vezes a prova da supremacia da luta japonesa dobre as outras lutas.

MESTRE DE THEODORE ROOSEVELT, ETC

Quando da sua viagem aos Estados Unidos da América, o professor Ito deslumbrou os americanos. Teve como seus discípulos grandes figuras da política, dos negócios e da alta sociedade ianque.

Poderei dizer de passagem que o notável estadista norte americano Theodore Roosevelt da União Americana, teve Ito como seu professor.

O MELHOR LUTADOR DE JIU JITSU DO JAPÃO

O que tudo mundo deseja saber – e parece que essa é uma pergunta que o leitor amigo quer fazer também – é o nome do melhor lutador de jiu jitsu da atualidade (n.t 1932) no Império do Sol Nascente. Responderei já, a fim de satisfazer a justa e natural curiosidade do leitor

PROFESSOR TOKU SAMPO O “ASTRO” DOS “ASTROS” DO JIU JITSU

O professor Toku Sampo que aqui talvez pouca gente conhecça, pertence à 6ª categoria. Foi aluno do meu querido mestre, professor Ito. Desta maneira, fui colega de Toku Sampou e com ele treinei muitas vezes.

Admiro-o muito. É um lutador habilíssimo. Conhece profundamente o jiu jitsu. Posso dizer, baseado no conhecimento que tenho de Toku, que ninguém atualmente poderá vencê-lo.

No meu próximo artigo contarei algo de interessante sobre Sampou e sua recente e sensacional proeza e se tenho orgulho de ter sido aluno do professor Ito. Confesso que me sinto verdadeiramente feliz por ter tido, entre os meus colegas, um lutador da envergadura formidável de Toku Sampou.

——————————————————

(conclui na próxima quarta)

Parte 1 parte 2

Veja a matéria original abaixo:

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com