Home / Competições / Brasil / Tretas Históricas do Jiu Jitsu: Parte 5 – Marcos Parrumpinha x Robson Moura

Tretas Históricas do Jiu Jitsu: Parte 5 – Marcos Parrumpinha x Robson Moura

Robson MouraMarcos-Parrumpinha

Vem aqui lutar comigo, seu corrido!”, gritava Marcos da Matta, o Parrumpinha, para Róbson Moura. O cenário era um campeonato de jiu-jitsu em São Paulo, no final dos anos 90.

Róbson Moura era um dos maiores destaques da Nova União, dono de um jogo sólido e finalizador, excelente tanto fazendo guarda quanto passando. Marcus da Matta era um dos lutadores que mais vestia a camisa da equipe Carlson Gracie, não tinha o refinamento técnico de Robinho, mas era muito aguerrido e raçudo. Ambos foram campeões mundiais na roxa, Robinho no peso galo e Parrumpinha no pluma.

Alguns anos depois, foram convidados a se enfrentar num desafio de lutas casadas no Rio de Janeiro. Parrumpinha estava louco para vingar seu parceiro de treinos Vinícius Cruz, o Vinicinho, que já havia sido derrotado várias vezes por Robinho. A luta foi disputada, com vitória de Robinho por uma raspagem.

Pouco tempo depois, houve o citado campeonato em São Paulo. Robinho e Parrumpinha estavam em lados opostos da chave, e tinham que vencer um adversário cada para se enfrentarem na final. Robinho fez a sua parte, vencendo a primeira luta, e o adversário de Parrumpinha, que era da sua equipe, lhe cedeu a vitória e a vaga na final sem precisar lutar. Ao perceber o acordo dos parceiros de treino, Robinho preferiu se retirar do campeonato, sem lutar com Parrumpinha. Quando foi chamado no tatame para fazer a final, Parrumpinha provocou de tudo o que foi jeito, gesticulou e gritou bastante para Robinho, que estava na arquibancada. Os ânimos se exaltaram, com ofensas proferidas por ambos os lados, e a turma do deixa disso tendo a não tão difícil tarefa de apartar os dois pesos pluma, que quase saíram na porrada.

robsonvsdamatta

No mundial de 2000, mais um capítulo dessa rivalidade foi escrito. A encarada antes da luta, no melhor estilo UFC, já dava uma ideia para os espectadores do tamanho da rivalidade entre os dois, e do quão cada um levava a sério essa luta. Nos pontos, Robinho alcançou a vitória, em combate bastante apertado:

No ano passado, decorridos 14 anos da última luta, agora amigos e morando nos EUA, Robinho liderando a equipe que leva seu nome, e Parrumpinha treinando a American Top Team, se enfrentaram na World Jiu-jitsu Expo, com vitória de Robinho com um relógio.

Robson-Moura

Foto de GracieMag

About Bruno Fugazza

Bruno Fugazza é faixa roxa de Jiu Jitsu, árbitro de MMA, e um eterno apaixonado por artes marciais. Começou com as primeiras quedas no Judo aos 5 anos de idade, passou pelo Muay Thai Muay Thai, até encontrar no Jiu Jitsu o amor verdadeiro. Teve a sorte de ver ao vivo na Califórnia a melhor luta da história do esporte, entre Buchecha e Rodolfo no Mundial de 2012.
  • Magapi

    Sempre foi o “sonho de uma noite de verão” para o Parrumpinha.
    Robinho sempre um degrau acima.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com