Home / Colunas / Promessas do Mundial 2017 – Diego Pato, faixa azul da Cícero Costha

Promessas do Mundial 2017 – Diego Pato, faixa azul da Cícero Costha

 

Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas Cícero Costha provavelmente discorda. Há alguns anos, dois de seus alunos começaram a se destacar bastante cedo. Eram dois irmãos gêmeos faixas azuis do peso pluma, de jeitão quieto, mas com uma guarda quase impassável, e uma obstinação marcante para quem via aqueles magrinhos disputando e vencendo absolutos contra gigantes. Ambos seguiram seu caminho até a faixa preta sob tutela do mesmo Mestre, e hoje os irmãos Paulo e João Miyao figuram entre os melhores do mundo na arte suave.

Até aí, já foram “dois raios” de uma só vez. Mas há outro aluno de Cícero que parece seguir o mesmo caminho rumo ao sucesso: Thalison Vitorino é um faixa roxa peso pena de apenas 17 anos, mas que só em 2017 já faturou Europeu, Panamericano e Brasileiro entre os adultos (Thalison completa 18 anos neste ano) e que além de tudo, guarda semelhanças físicas com os irmãos Miyao

E se depender de Diego “Pato” Oliveira, ele pretende ser o quarto raio a cair em breve. Com apenas 18 anos, o faixa azul peso pluma segue os passos dos três acima, e vem faturando a categoria em tudo que disputa nos principais torneios do mundo, e ainda vencendo diversos absolutos locais, que ajudam a fazer um dinheirinho extra.

Thalison Vitorino e Diego Pato

Nesta semana durante o Brasileiro, Diego Pato venceu o peso pluma, e entrou no absoluto, fazendo uma luta muito equilibrada com o duríssimo Anderson Munis, campeão dos pesados. Anderson venceu por 2 a 0, mas o desempenho de Pato na luta torna impossível dizer que ele saiu como perdedor.

Fizemos uma entrevista com mais essa promessa saída da infindável fábrica de campeões que é a academia Cícero Costha. Confere aí!

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Nome: Diego Oliveira

Faixa: Azul
Categoria: Adulto pluma
Idade: 18 anos

Apelido: Pato
Equipe: PSLPB Cícero costha
Professor: Cícero costha

Há quanto tempo treina: Exatamente 5 anos
Quando recebeu a faixa atual: final de 2014
Técnica Favorita: Lapela

Cidade onde Mora: São Paulo
Cidade onde Nasceu: Manaus

Principais Títulos:

Campeão World Pro 2017
2x Campeão Brasileiro CBJJ/IBJJF
2x Sul-americano IBJJF
Campeão brasileiro sem kimono
Grand Slam Rio de Janeiro UAEJJF
2x Rio open CBJJ
Campeão São Paulo BJJ PRO CBJJ
Campeão Sul-brasileiro CBJJ
Campeão peso e absoluto São Paulo open 2015 CBJJ
Campeão Colombia National pro peso e absoluto uaejjf
Campeão Curitiba open e Curitiba Winter! CBJJ
Campeão Floripa open CBJJ
Campeão Belo Horizonte open gi CBJJ
Campeão Belo Horizonte open No-Gi peso e absoluto CBJJ

Facebook: Diego Oliveira
Instagram: @Diegopatojj

Patrocinadores:

@Albinoandpreto @Azfitness @pzadoorigem @Restaurantesaborgauchogrill @arqstilomobiliario @monumentosport @cicerocosthabjj @Nabil_jiujitsu

***

BJJ Fórum: Diego, primeiramente obrigado por falar com a gente. Conta um pouco sobre o seu começo no Jiu Jitsu, e como você foi parar no Cícero. 

Diego Pato: Eu comecei no Jiu Jitsu em 2012, treinava em um projeto do professor Harley Santos. Depois mudei de academia e fui treinar com o mestre Nabil, em sua academia Nabil jiu jitsu! Meu mestre Nabil foi um dos meus maiores incentivador, ele pagava minhas inscrições, kimonos, e ele também me apoiou na minha vinda pra São Paulo, comprou até a minha passagem. Ele queria que eu melhorasse mais o meu jiu jitsu e foi com incentivo dele que procurei o mestre Cícero Costha! Pedi para fazer parte da equipe dele, e cheguei em 2015 no projeto dele e aqui estou até hoje, morando em sua academia com outros amigos.

Quem são seus ídolos e principais referências no esporte? 

Minhas referencias no Jiu Jitsu, que eu admiro muito, são o irmãos Miyao, mas me espelho mais no pessoal do Cícero que mora comigo na academia! Pela dificuldade que cada um supera eu vejo a correria deles assim como eu faço as minhas também, são pessoas humildes e guerreiras.

E sobre essa questão de entrar nos absolutos mesmo sendo um peso pluma? Você não tem receio de acabar se lesionando?

Ah, sobre isso claro que às vezes eu me sinto meio inseguro! Mas eu sei os meus limites sei o quanto meu corpo aguenta. E eu vivo disso, e é sempre é os absoluto que vale dinheiro. Como ainda não tenho patrocínio que me ajude tanto assim, acabo entrando no absoluto de olho na premiação que me ajuda no dia a dia, e felizmente tenho conseguido vencer alguns!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com