Home / Competições / Pan 2018: Leandro Lo conquista peso e absoluto

Pan 2018: Leandro Lo conquista peso e absoluto

O último dia de competições do PAN 2018 aconteceu nesse domingo no Bren Center, em Irvine – Califórnia. E como de costume, o centro das atenções foi direcionado às disputas entre os faixas pretas. O principal destaque foi o craque Leandro Lo, que com uma guarda imprevisível e um jogo justo de passagens de guarda, venceu a categoria pesado e o absoluto, conquistando assim o seu bicampeonato panamericano seguido faturando o peso e o absoluto, e o hexacampeonato nas categorias (2012,2014,2015,2016,2017,2018). Entre as mulheres, o principal destaque foi a dobradinha da Atos com Luíza Monteiro e Bianca Basílio fechando o absoluto. Confira um resumo de tudo que rolou nas disputas entre os faixas pretas.

Faixa preta masculino – Leandro Lo mantém reinado no Pan após derrotar Gutemberg Pereira no absoluto

Leandro Lo segue reinando como um dos melhores da atualidade e escrevendo o seu nome na história do Jiu-Jitsu. O atleta da NS Brotherhood conquistou o bicampeonato absoluto após derrotar Gutemberg Pereira na final com uma raspagem no último minuto de luta (Veja o vídeo abaixo).

Na categoria pesado, Leandro Lo derrotou Matheus Godoy (Alliance) nas quartas, Fellipe Andrew (Zenith) na semifinal e na final, Lo encontrou Tanner Rice (Soul Fighters) e venceu por 2-0, garantindo assim o ouro da categoria.  Confira como foram as outras categorias:

Peso galo – Em uma final nipônica, Tomoyuki Hashimoto vence Koji Shibamoto e conquista seu primeiro ouro na faixa preta

Tomoyuki Hashimoto (Carpe Diem / Brasa CTA) e Koji Shibamoto (Triforce) fizeram uma luta morna, onde os dois atletas ficaram engatados na fifty-fifty a maior parte do tempo. No final, Hashimoto venceu por duas vantagens a um e garantiu seu primeiro título de Grand Slam na faixa preta.

Peso pluma – João Miyao derrota Mantovani e conquista pentacampeonato panamericano

João Miyao (Cícero Costha) derrotou Pablo Mantovani por 6-4 e garantiu o pentacampeonato do Pan. A luta final foi um pouco travada, porém nos dois minutos finais, João imprimiu um bom ritmo por cima, e quase passou a guarda de Mantovani.

Peso pena – No duelo entre norteamericanos, Gianni Grippo derrota Shane Jammil-Hill e conquista ouro no Pan

No peso pena, Gianni Grippo (Alliance) e Shane Jammil-Hill (Team Lloyd Irvin) iniciaram o duelo final com muita movimentação e muitos ataques na fifty-fifty. Porém com o decorrer do tempo, Gianni foi impondo seu jogo e no minuto final, chegou as costas de Hill, sem colocar os ganchos. O placar final foi quatro vantagens a um para Gianni Grippo, que conquistou o tricampeonato no Pan.

Peso Leve – JT Torres e Michael Liera Jr fecham a categoria para a Atos

No peso leve, JT Torres e Michael Liera fecharam a categoria para a Atos Jiu-Jitsu. Para chegar na final, JT torres eliminou Alexandre Molinaro (Carlson Gracie), Espen Mathiesen (Kimura) e Breno Bittencourt (ARES BJJ).  Já Liera, passou por Kauan Barboza (Carlson Gracie), Francisco Sinistro Iturralde (Del Mar Jiu-Jitsu) e o experiente Vitor Oliveira (GFTEAM) na semifinal.

Peso Médio – Na reedição da final do Mundial de 2017, Gabriel Arges vence novamente Marcos Tinoco

No peso médio, Gabriel Arges (Gracie Barra) derrotou Marcos “Lekinho” Tinoco (Alliance) por uma vantagem a zero e garantiu o ouro no Pan. Em uma luta muito estudada, Gabriel Arges capitalizou em cima de uma vantagem conquistada na primeira metade da luta. Tinoco ainda tentou dar um bote no pé no minuto final, porém Gabriel resistiu e saiu vitorioso.

Peso Meio-Pesado – Lucas Hulk e Gustavo Braguinha fecham a categoria para a Atos

Lucas Hulk e Gustavo Braguinha fecharam o peso meio-pesado para a Atos. Para chegar na final, Hulk passou por Ashir Darmo (Gracie Barra) e Matheus Diniz (Alliance) na semifinal. Já Braguinha teve um caminho mais extenso; eliminando Roberto Dib (Barbosa Jiu-Jitsu), Horlando Monteiro (Kimura) e Rudson Mateus (Brasa CTA) na semifinal.

Peso Super-Pesado – Keenan Cornelius segura Mahamed Aly e conquista o ouro

Keenan Cornelius (Atos) conquistou seu primeiro ouro no Pan após derrotar Mahamed Aly (Team Lloyd Irvin) por uma vantagem a zero. Keenan impôs seu jogo de guarda de lapela e enrolou Mahamed Aly de uma forma que o atleta da Lloyd Irvin não conseguiu decifrar.

Peso Pesadíssimo – João Gabriel finaliza Ricardo Evangelista e conquista o bicampeonato

No pesadíssimo, João Gabriel Rocha (Soul Fighters) não deu chances para Ricardo Evangelista (GFTEAM) vencendo a luta com um armlock. João Gabriel passou a guarda de Evangelista, pôs o joelho na barriga e quase foi para as costas colocando o gancho. Partindo da posição de domínio quase que completo, o atleta da Soul Fighters executou um justo armlock, finalizando a luta.

Faixa preta feminino – Luíza Monteiro e Bianca Basílio fecham absoluto para Atos

No feminino, Luíza Monteiro e Bianca Basílio fecharam o absoluto para a Atos. Luíza derrotou Bia Mesquita (Gracie Humaita) na semifinal, enquanto Bia derrotou Nathiely de Jesus (Cícero Costha) no outro lado da chave. Confira tudo que rolou nas categorias.

Peso pluma – Em revanche do Mundial de 2017, Gezary Matuda derrota Talita Alencar

Na primeira final feminina, Gezary Matuda (American Top Team) derrotou Talita Alencar na decisão dos juízes e conquistou o tricampeonato do Pan. Durante os dez minutos de luta, Talita tentou passar a guarda de Gezary, que com bastante flexibilidade, repunha e defendia todas as investidas. No minuto final, Gezary quase raspou Talita, essa “quase vantagem” foi suficiente para garantir a vitória na decisão dos juízes.

Peso Pena – Em retorno triunfal, Karen Antunes derrota Jaqueline Moraes

Uma das histórias mais bonitas contadas nesse Pan, foi escrita por Karen Antunes (Checkmat). Após um período de inatividade por conta de uma tão sonhada gravidez, Karen retornou às competições no Pan e venceu o peso pena após derrotar a companheira de equipe Jaqueline Moraes (Checkmat) por 4×0.

Peso Leve – Sem fechar categoria, Bia Mesquita derrota Jena Bishop e conquista o ouro

Bia Mesquita (Gracie Humaita) não quis saber de fechar categoria e lutou a final contra a companheira de equipe Jena Bishop. Bia finalizou a luta com um estrangulamento e conquistou o hexacampeonato panamericano na faixa preta.

Peso Médio – Angélica Galvão e Luíza Monteiro fecham categoria para Atos

No peso médio, Angélica Galvão e Luíza Monteiro fecharam a categoria para a Atos. Angélica derrotou Renata Marinho (Alliance) e Danielle Alvarez (Brasa CTA) para chegar na final. Já Luíza Monteiro, teve que derrotar Sábatha Laís (Ryan Gracie Team) e Leanna Dittrich (Fight Sports) respectivamente.

Peso Meio-Pesado – Na melhor final do feminino, Nathiely de Jesus derrota Carina Santi

Em uma luta bastante movimentada e muito técnica, Nathiely de Jesus (Cícero Costha) derrotou Carina Santi (G13) por 8-6 e garantiu o ouro. Nathiely e Carina fizeram muitos ataques na fifty-fifty e trocaram muitas raspagens. No final, Nathiely foi supeiror e levou o ouro da categoria para casa.

Peso Pesado – Maria Malyjasiak venceu Yacinta Nguyen e garantiu primeiro ouro polonês no Pan

No peso pesado feminino, Maria Malyjasiak (Zenith) derrotou a jovem Yacinta Nguyen (Toronto BJJ) por 2-0 e se tornou a primeira atleta polonesa a conquistar o ouro do Pan na faixa preta. Yacinta começou melhor e chegou na meia guarda de Maria, e assim ficou por oito minutos e meio, porém a atleta da Zenith raspou e abriu vantagem no placar.

Peso Super-Pesado – Claudia do Val sobra tecnicamente e conquista o ouro

No super-pesado, Claudia do Val (Delariva) puxou Hillary Vanornum (Impact BJJ) para a guarda aranha e trabalhou bem a transição para o omoplata. Hillary tentou conter os ataques de Do Val, porém a aluna de Ricardo De La Riva finalizou com a sua especialidade, o omoplata.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com