Home / Colunas / Ortopedista e Faixa Preta, Dr. Thairon Medeiros explica lesão de Rômulo Barral

Ortopedista e Faixa Preta, Dr. Thairon Medeiros explica lesão de Rômulo Barral

Todo praticante da arte suave sabe que dentre as principais e mais frequentes lesões do atleta de jiu jitsu, estão as entorse articulares. Os famosos 03 tapinhas é o mecanismo mais seguro e rápido de se evitar tais lesões durante uma chave bem encaixada.

O corpo e a mente de um atleta de alto rendimento funcionam diferentes, o nível de treino e concentração os torna capazes de resistirem a dores suprafisiologicas, estes “superpoderes”  podem lhe render um lugar especial no pódio mas também, pode expo–lo a lesões de maior intensidade.

Esta semana no mundial da IBJJF 2017, vimos a assustadora lesão de um dos atletas mais respeitados da historia moderna do esporte, o faixa preta Rômulo Barral, que ganhou seu primeiro titulo mundial IBJJF em 2007 e de lá pra cá faturou mais 4 ouros no peso – 88kg e 3 pratas no absoluto, mostrando que foi o maior nome da categoria nos últimos 10 anos.

 

 A ENTORSE DO TORNOZELO:

É uma das lesões mais comuns no mundo dos esportes. A articulação do tornozelo é composta pelos ossos da tíbia, fíbula e tálus e estabilizada por tendões e vários ligamentos ao seu redor, evitando que o pé faça movimentos exagerados “para dentro” ou “para fora”.

No jiu jitsu, quando o atleta sofre uma Americana de pé, a articulação do tornozelo é colocada em estresse máximo, no movimento de inversão e torção interna  do pé em relação a perna, provocando o estiramento dos ligamento do complexo lateral e se a força no golpe continuar a ser aplicada, os ligamentos rompem- se até que a articulação é luxada ( “sai do lugar”) .

COMO TRATAR A LESÃO?

No caso da luxação do tornozelo, um medico deve reduzir a articulação ( “por no lugar”) quão logo for possível para melhorar a circulação do pé, reduzir a dor e a chance de necrose da cartilagem.

Nas demais lesões, usamos a regra PRICE:

  • Proteger o membro ( não pisar )
  • Repouso das atividades
  • Ice – Gelo local para diminuir a dor e o edema
  • Compressão com ataduras ou órteses ( tala de gesso / imobilizadores ortopédicos)
  • Elevar o tornozelo, para diminuir o inchaço da região;

Nas lesões menos intensas ( estiramentos e lesões parciais dos ligamentos ) o tempo de repouso varia em media de 02 a 4 semanas e neste período a reabilitação com fisioterapia para analgesia, ganho de equilíbrio e fortalecimento muscular ajudam o atleta a retornar com segurança, evitar sequelas e entorses crônicas futuras. Já nas lesões mais graves ( rupturas completas e luxações articulares ) um tempo de recuperação maior pode ser necessário ( entre 8 a 12 semanas ) e se a lesão estiver associada a grande instabilidade ligamentar, alguns casos, faz – se necessário o tratamento cirúrgico da lesão.

***

DR THAIRON MEDEIROS:

Médico ( UFPA )  ortopedista ( IJOT – FMJ ), cirurgião de quadril (HC-FMUSP) e pós graduando em medicina esportiva ( CETE – UNIFESP )

Faixa Preta de Jiu Jitsu ( Guigo Jiu jitsu) / Faixa Marrom de Judô ( Sensei Nicodemos Jr. )

CRM SP: 142001 / CRM MA 9153 / TEOT: 13443

Email:drthairon@yahoo.com  / Instragram: @drthaironmedeiros

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com