Home / Colunas / Arquivos Históricos / O que faz do Jiu Jitsu uma arte marcial tão mais eficiente que as outras?

O que faz do Jiu Jitsu uma arte marcial tão mais eficiente que as outras?

O vale-tudo, em seus primórdios, era um evento criado com o objetivo de confrontar lutas diferentes. A ideia de Carlos Gracie era confrontar o Jiu-Jitsu com as demais artes marciais justamente para provar a eficiência da Arte Suave. Com o passar das décadas, o vale-tudo tronou-se MMA, os lutadores deixaram de ser exclusivamente representantes de uma única arte marcial e passaram a treinar tudo, aperfeiçoando todas as valências de luta. Hoje em dia, os lutadores de MMA são, de maneira geral, completos: podem ter uma especialidade, mas treinam todas as áreas.

Mas o objetivo de Carlos Gracie foi alcançado: o Jiu-Jitsu é, de fato, superior em um confronto puro entre artes marciais. Vide as atuações de Royce Gracie nos primeiros UFC’s contra representantes do wrestling, karatê, boxe, muay-thai, savate, judô…

Mas o que faz o Jiu-Jitsu sobrepujar outros estilos de luta? Qual o seu diferencial enquanto arte marcial? Veremos alguns aspectos a seguir.

Em primeiro lugar, o Jiu-Jitsu é uma arte marcial com características de contra-ataque, com um sólido e eficiente conjunto de técnicas de defesa pessoal. Dessa forma, os lutadores de Jiu-Jitsu são habituados, desde as primeiras aulas, a desenvolverem técnicas de defesa.

Outro aspecto importante é a própria característica do Jiu-Jitsu, que é ser uma luta agarrada. Apesar de não conter golpes traumáticos como socos e chutes, os lutadores da Arte Suave aprendem técnicas para neutralizar golpes de striking, buscando sempre diminuir o espaço e levar o oponente ao solo.

Mesmo sendo um grappler, o lutador de Jiu-Jitsu pode ser extremamente agressivo quando a luta está no solo. Estrangulamentos, chaves de braço, chaves de pé e uma gama infinita de variações desses golpes tornam o lutador de Jiu-Jitsu capaz de finalizar seu oponente um qualquer situação, estando por cima ou por baixo.

Mais uma característica importante do Jiu-Jitsu é não exigir, necessariamente, que seu praticante seja grande e forte para executar suas técnicas. A Arte Suave é infinitamente adaptável, suas técnicas podem ser moldadas para atletas de alto rendimento, pessoas comuns, homens, mulheres, idosos, crianças, etc…

Assim, ao analisarmos os aspectos citados acima, o grande trunfo que o Jiu-Jitsu dá a seus lutadores é a imprevisibilidade. Finalizando em 10 segundos ou encarando uma guerra de dezenas de minutos, o lutador de Jiu-Jitsu estará sempre pronto para aproveitar a oportunidade de encerrar o combate, de dar o bote no momento certo.

Concordam? Discordam? Vamos discutir este e outros assuntos aqui no BJJForum!

Hora de treinar! Até a próxima!

Oss

  • Luiz Santana

    Concordo plenamente, depois de assistir um cidadão, de cerca de 1.72 m, finalizar, numa briga de trânsito, um sujeito de 180, percebi o quanto o Jiu Jitsu é perfeito. Vou começar minhas aulas.

  • J. Martins

    E se for dois contra um? Cada um com uma faca?

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com