Home / Colunas / Arquivos Históricos / O primeiro combate de Hélio Gracie

O primeiro combate de Hélio Gracie

Na década de 1930 os jornais esportivos estavam fervilhando com desafios entre os mais variados estilos de artes marciais. As lutas eram frequentes e atraiam multidões. Nesse contexto o Jiu jitsu (representando por mestres da Kodokan e seus discípulos brasileiros) tinha grande destaque. Era normal que a mídia impressa fomentasse a rivalidade e os irmãos Gracie já ganhavam destaque na mídia carioca.

Foi desse modo que Mitsuyo Maeda ficou famoso como o grande Conde Koma: o lutador imbatível que pagava para qualquer um, de qualquer arte marcial, derrotá-lo em combates que valiam tudo.

Alias os desafios Gracie são cópia fiel do que Maeda fazia para difundir o Kodokan Jiu Jitsu, mas esse é assunto para outra coluna.

Nesse embalo a primeira luta de Hélio Gracie foi contra um pugilista chamado Antonio Portugal, veja a chamada do Jornal A Batalha de 16 de Janeiro de 1932, onde a luta principal era Geo Omori (mestre da Kodokan) vs Tavares Crespo:

“É HOJE QUE SE REALIZARÁ O CHOQUE DO BOXE CONTRA O JIU JITSU”

“(sic) Outra luta que também possue todas as características para agradar é de Hélio Gracie contra Antonio Portugal. Será como que o aperitivo para a luta de fundo.

Hélio é um jovem, ainda não afeito aos combates frente às grandes multidões (NE: Helio tinha 18 anos na data da luta).

Seus conhecimentos do jogo japonês, porém, lhe darão, assim, o bastante para dominar com galhardia a clássica emoção da estréia.

Antônio Portugal, que enfrentará o mais jovem dos irmãos Gracie, é pugilista experimentado, e que, além do mais, também, conhece os segredos do jiu-jitsu.”

Interessante apontar que a luta seria de “luta-livre” composta de 3 rounds de 3 minutos onde só se teria um vencedor por submissão ou por nocaute. Os lutadores teriam opção de lutar com roupas e acessórios dos seus esportes de origem, dessa forma os boxeadores poderiam entrar com luvas de 4 onças e somente de bermuda. O que, segundo o jornal, foi o que aconteceu. Não seriam permitidos golpes baixos, nem mordidas, o resto estaria liberado.

Vamos à descrição do combate publicado no jornal A Batalha em 19 de Janeiro de 1932 acerca da luta ocorrida no dia 16 do mesmo mês e ano:

BOXE CONTRA JIU JITSU”

” Sábado a noite, assistimos as derrotas do boxeadores Antonio Portugal e Tavares Crespo, frente aos praticantes de jiu jitsu, Hélio Gracie e Geo Omori. As vitórias dos praticantes de jiu jitsu foram indiscutíveis, brilhantes mesmo, pois se verificaram logo no primeiro round.”

E no primeiro round terminou a luta do grande mestre Hélio Gracie.

Abaixo uma luta Boxe vs Jiu Jitsu no primeiro UFC com o jiu jitsu sendo representado pelo filho de Hélio, Royce Gracie vs Art Jimmerson.

Aqui você pode conferir as reportagens inicias.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com