Home / Destaques / Não podemos nos calar: mais atletas declaram ter sido vítimas de golpe das passagens aéreas

Não podemos nos calar: mais atletas declaram ter sido vítimas de golpe das passagens aéreas

Depois de ter escrito essa matéria e publicado em minha página pessoal no Facebook, recebi alguns comentários e mensagens privadas de pessoas que diziam já terem sido vítimas, ou que conhecia alguém que já tenha passado pela mesma situação. Ou seja, é mais comum do que imaginamos, infelizmente.

Mais um caso relatado foi da Alliny Karen Silva Santos, atleta faixa preta da equipe Nova União, de Aracajú.

“Meu dinheiro foi devolvido, mas meu sonho desmoronou” – contou Alliny. Em 2015, a atleta embarcaria para o Campeonato Europeu, comprou passagens de um homem também atleta que, segundo ela, chamava-se Hudson. Ele fez um anúncio vendendo passagens por R$1500 e dizia ser patrocinado por uma agência de viagens, por isso o motivo de conseguir passagens tão baratas.

Com as malas arrumadas, Alliny recebeu uma mensagem de Hudson, que dizia não ter mais condições de enviá-la as passagens. Na ocasião, ela e cerca de outros 70 atletas foram prejudicados. Dentre os atletas, ela contou também que alguns pais compraram passagens para três filhos, outros ainda que acompanhariam seus filhos também. Com esses, os prejuízos variaram entre R$4500 e R$6000.

Além dela, outra amiga também foi vítima. O dinheiro de ambas foi devolvido e sua amiga conseguiu comprar uma passagem nova um dia antes no valor de cinco mil reais, mas Alliny não teve condições de comprar e acabou não embarcando.

Segundo a atleta, na época todos foram atrás de seus direitos, criaram grupos para discussão e nada foi feito.

Olá familiares e amigos,é com muita tristeza que venho informar a vcs que meu sonho de ir para o Europeu foi por água a…

Posted by Alliny Karen Silva Santos on Monday, January 19, 2015

 

“É como se eu estivesse revivendo Janeiro de 2015”, se compadeceu Alliny com a situação dos atletas prejudicados. Ela ainda contou que na época, seu advogado enviou uma intimação para a suposta agência, mas o local não foi encontrado. O mesmo aconteceu com todos os outros que denunciaram e o caso foi dado como encerrado pela justiça.

Mais uma vez é muito importante lembrar que temos muitos meios de conseguir passagens, que não sejam comprando de supostos agentes. Mas não cabe a nós julgar o motivo que levou cada um a comprar a sua. É muito difícil ser atleta no Brasil e temos que tirar dinheiro do nosso próprio bolso para nos manter em competições. Com certeza que a emoção da maioria falou mais alto no momento.

Uma pena termos tantos causos para contar…

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com