Home / Competições / Mundial 2017 – Análise das categorias na faixa preta masculino (Meio-Pesado ao Pesadíssimo)

Mundial 2017 – Análise das categorias na faixa preta masculino (Meio-Pesado ao Pesadíssimo)

No próximo final de semana acontecerá o evento mais esperado por parte dos fãs de Jiu-Jitsu. A Walter Pyramid, em Long Beach receberá mais uma edição do Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF. O evento será transmitido pelo Flograppling na íntegra.

O BJJFORUM como de costume, fará uma análise de todas as categorias da faixa preta (Masculino e Feminino) e destaques das faixas de base (azul, roxa, marrom). Dando continuidade ao post, falaremos da categoria Meio-Pesado até o Pesadíssimo.

Meio-Pesado

Com algumas novidades e nomes bastante consagrados, a categoria meio-pesado promete lutas de tirar o fôlego. Nomes consagrados como o pentacampeão Rômulo Barral (Gracie Barra), o tricampeão André Galvão, Felipe Preguiça (Gracie Barra) que venceu todos os eventos possíveis durante o seu período de suspensão da IBJJF e o atual campeão panamericano Patrick Gaudio (GFTEAM), são os nomes que largam na frente para a disputa do ouro.

Correm por fora: Lucas Hulk (Atos), Renato Cardoso (Alliance) e Tarsis Humphreys (Alliance).

Pesado

Impossível não vincular a peso pesado ao nome de Leandro Lo (NS Brotherhood). Leandro chega nessa edição do mundial com o status de líder da temporada 2016/2017,  que lhe garantiu um prêmio de 15 mil dólares. Leandro busca o hexa mundial e nesse ano tentará realizar o feito entre os pesados.

Leandro terá pela frente alguns adversários conhecidos como: Dimitrius Souza (Alliance), Guilherme Augusto (Aliiance), Lucas Leite (Checkmat) e Jackson Sousa (Checkmat).

Outra expectativa para essa categoria será a atuação de Nicholas Meregali (Alliance) em seu primeiro mundial na faixa preta. Meregali venceu todos os mundiais nas faixas de base e é tido como um grande nome para o futuro. Com a ausência de Keenan Cornelius, Tanner Rice (Soul Fighters) e Nick Schrock (Ribeiro Jiu-Jitsu) são os principais norteamericanos na categoria.

Super-Pesado

Conquistar a categoria Super-Pesado pode ser a grande coroação de Erberth Santos (Almeida JJ). Erberth chega a esse mundial com um certo favoritismo por conta das atuações ao longo do ano, que garantiram o segundo lugar da temporada. Porém, no outro lado da chave, o experiente Bernardo Faria (Alliance) e Luiz Panza (Checkmat), podem ser os grandes adversários de Erberth na categoria.

Mahamed Aly (Team Lloyd Irvin) corre por fora, assim como Roberto Cyborg (FightSports).

Pesadíssimo

Assim como o peso galo, o pesadíssimo possui um franco favorito, Marcus Buchecha (Checkmat) chega ao mundial desse ano buscando o pentacampeonato na categoria e no absoluto. Para tentar deter Buchecha na categoria, surgem alguns nomes como: João Gabriel Rocha (Soul Fighters), que foi campeão panamericano esse ano e Alexander Trans (GFTEAM).

Caso Rodrigo Cavaca (Zenith), que está no outro lado da chave, chegar a final, é bem provável que aconteça um fechamento de categoria, haja visto que Cavaca foi professor de Buchecha durante um longo tempo.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com