Home / Colunas / Agnes Lima / MMA, a evolução do esporte sem doping

MMA, a evolução do esporte sem doping

Doping no mma. Foto: Reprodução

Doping no mma. Foto: Reprodução

Apesar de sempre presente na ‘vida’ do MMA, as falhas nos exames antidoping nos últimos dias tem sido um assunto bastante discutido.

Mais recentemente Brock Lesnar, Jon Jones, Chad Mendes, fora os inúmeros lutadores que mal imaginávamos ter alguma ‘culpa no cartório’, como Lyoto Machida, vem caindo dia após dia depois das novas determinações de tolerância da USADA, a agência americana antidoping, adotadas pelo UFC.

Se bem que se formos falar em tolerância, o assunto será nulo, visto que a USADA praticamente não a tem.
Substâncias que em outros tempos eram permitidas, deixaram de ser após a regulamentação com a agência, e hoje a simples hidratação intravenosa já não é mais autorizada aos atletas.

Eu, que não sou atleta, mas observo de fora, darei meu parecer quanto a isso agora. Que rufem os tambores!!

A política antidoping pós USADA

Nós, fãs de MMA que acompanhamos o esporte há alguns anos, temos na mente ainda aqueles grandes embates do PRIDE, em que os atletas iam ‘pras cabeças’ como se não houvesse amanhã e muito menos medo. Eram brigadores, fortes, destemidos… E em sua grande maioria, dopados.

Sem medo de errar podemos afirmar que no tempo do vale-tudo, onde como o próprio nome diz, tudo era válido, o doping acabava sendo algo mais que corriqueiro, era necessário.

Um lutador de alto nível, que leva o esporte a níveis extremos, tanto em força quanto em rendimento, obrigatoriamente precisaria de ajuda de substâncias que hoje são ilegais para a pronta recuperação, dizem os defensores do uso de ‘bombas’. Sem isso o esporte fica sem graça, sem competitividade e nem se compara ao que era no PRIDE.
Isso é o que eu mais ouço falar.

Mas vamos partir do preceito de que hoje não mais estamos falando de vale-tudo, aquilo que mais parecia briga de rua. Estamos falando de MMA, um esporte com regras, definições para sua evolução e até por isso tem se dado essa popularização no mundo todo.

O MMA hoje luta para ser reconhecido como esporte, inclusive para se tornar esporte olímpico.
Sendo assim, eu sinceramente gostaria de saber como alguém que se diz fã de MMA ainda defende o doping.
Por mais que se faça necessário algum tipo de suplementação para a recuperação do atleta, a permissão do doping, em minha opinião, seria somente um passo atrás na evolução que o MMA teve até hoje.

Nas competições os atletas se tornam mais equiparados, visto que se não é permitido pra ninguém, ninguém usa. Caso alguém queira se manter limpo, se for liberado e usado, mesmo aquele contra vontade será obrigado a usar, afinal não teria como competir com máquinas dopadas estando limpo.

O que defendo é que cada vez mais tenhamos um esporte limpo, digno de ser reconhecido e não mais ser marginalizado. Temos que ser sinceros ao afirmar que ainda hoje o MMA caminha à margem exatamente por seu passado de brigas, e quanto mais profissionalizarmos o esporte, mais limpo ele terá que ser… E consequentemente mais reconhecido será.

Eu torço por competições limpas, onde se valoriza o desempenho do atleta e não sua capacidade de se dopar.
Por mais que quiséssemos regulamentar e fiscalizar as quantidades de doping ingeridas, não seria possível manter o esporte em igualdade caso o doping fosse liberado, por isso sou contra.

Apesar de entender o argumento de alguns que dizem ser necessário para a recuperação, eu acredito que essas novas politicas, além de valorizar o atleta em si, protege a saúde em longo prazo e faz com que mesmo os atletas que ainda não tem dinheiro suficiente para fazer uso de doping possam competir com igualdade.

Eu gosto muito do fato do UFC ter essas medidas, e ainda assim para aqueles que querem usar existem outros eventos que, ou não exigem exames específicos para o doping, ou não acontecem que em países regulamentados.

E por isso, mais uma vez, eu tenho que admitir que o UFC dá um passo à frente dos outros para transformar o MMA cada vez mais em um esporte mundialmente reconhecido.

Por Agnes Lima
Facebook: Grupo Do Vale Tudo ao MMA

Para ficar por dentro das principais notícias do mundo da luta, siga nossos perfis no Twitter e Instagram, e curta também a nossa página oficial no Facebook.

*O material acima representa a opinião pessoal do autor, não retratando necessariamente a opinião do BJJForum.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com