Home / Top News / Isaque Bahiense analisa vitória no Grand Slam Rio:”Sinto-me confortável em todos os sentidos para lutar na faixa-preta”

Isaque Bahiense analisa vitória no Grand Slam Rio:”Sinto-me confortável em todos os sentidos para lutar na faixa-preta”

Perto de completar um ano como faixa-preta, em dezembro, Isaque Bahiense tem motivos de sobra para comemorar.  No circuito da UAEJJ, Isaque está entre os três primeiros do ranking mundial da organização, depois de ter dominado a divisão até 85kg no Grand Slam Rio de Janeiro, encerrado no último fim de semana.  Além disso, ainda em 2017, foi o rei dos leves da Copa Pódio, medalhista de prata no Pan da IBJJF, e acumulou diversas medalhas douradas nos opens da IBJJF.

Para ficar com o ouro no Grand Slam do Rio, Isaque encarou Gustavo Braguinha (Brotherhood) na final da divisão. A vitória veio através de uma vantagem, depois de um duelo na guarda 50/50, aplicada por Braguinha. O campeão analisou a luta e falou de um de seus pontos fortes: a base.

“Já sabia que seria uma guerra, ficamos a luta toda na 50/50 e eu estava consciente em todos os momentos. Às vezes que ele tentou subir, eu acompanhei girando para o lado ao contrário e isso o impedia de estabilizar. Sobre minha base, tenho feito um trabalho bem legal com o meu preparador físico Rafael Ribeiro. Nunca tinha feito preparação física antes e venho treinando muito na Alliance SP”, conta Isaque, antes de analisar a semifinal contra Thiago Sá, que levantou a torcida da Checkmat e Alliance presentes no ginásio. O faixa-preta de Michael Langhi e Fábio Gurgel nas vantagens.

“Sou peso médio e na categoria de 85 kg, com a pesagem um dia antes, acabo tendo uma desvantagem. Sobre a luta… Em alguns momentos cresci o olho e acabei perdendo posições. Mas foi um duelo movimentado”.

A temporada 2017 de Isaque ainda não terminou. O carioca ainda busca mais um ouro no Mundial Sem Kimono da IBJJF, agendado para dezembro, na Califórnia.

“A próxima meta é o Mundial Sem Kimono. Foi um ano bem agitado, né? Consegui dar muito volume de competições, hoje sinto-me confortável em todos os sentidos para lutar na faixa-preta. Tenho tudo que um atleta precisa para ser campeão. Confio no trabalho para me tornar campeão mundial.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com