Home / Colunas / Análise e palpites / Jiu Jitsu como negócio: o efeito de grandes equipes virando “Franquias”

Jiu Jitsu como negócio: o efeito de grandes equipes virando “Franquias”

Atualmente, no mundo do Jiu-Jitsu, observamos uma tendência que surgiu nas grandes equipes e que têm sido disseminada entre os demais times: a padronização das academias e suas filiais.

Existem muitos aspectos que podem ser analisados referentes à esse tema, alguns positivos e outros negativos. Citaremos alguns deles e a discussão fica a critério de vocês, leitores.

A padronização das equipes, inegavelmente, fortalece e amplia o alcance da “marca”. Dessa forma, por exemplo, um aluno de uma filial da Gracie Barra no México pode desfrutar de uma estrutura muito próxima à da matriz, no Rio de Janeiro. Essa característica se estende ao kimonos padronizados e ao acesso aos demais produtos que levam o logotipo da academia, multiplicando exponencialmente a movimentação financeira dentro da equipe.

Outra característica observada é a uniformização do sistema de ensino. Os professores que comandam filiais devem, antes de iniciarem as atividades, passar por uma espécie de estágio/curso, ministrado pela matriz, para que haja a assimilação da didática de ensino, dos critérios para graduação e demais rotinas de uma academia.

Um ponto polêmico sobre o assunto é a política de “franquias”, possibilitando que qualquer professor faixa preta, mesmo que não seja oriundo da equipe, tenha a possibilidade de comandar uma de suas filiais. Ainda que dependa de aprovação dos comandantes da matriz e tenha que passar pelo curso de padronização, em algumas filiais de grandes equipes temos professores que nunca sequer viram pessoalmente o mestre da equipe. Essa situação, associada ao aumento progressivo do número de filiais pelo mundo, pode acarretar comportamentos não condizentes com a “cartilha” da matriz e gerar problemas em determinadas filiais que serão encarados como um problema da equipe como um todo.

E que fique bem claro: não digo que essas situações necessariamente são danosas e que professores vindos de outras equipes não possam realizar excelentes trabalhos em filiais de equipes diferentes, mas que problemas podem sim acontecer partindo dos aspectos observados.

Concordam? Discordam? Dêem suas opiniões e curtam o BJJForum!

Hora do treino, até a próxima!

Oss

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com