Home / Competições / Europeu 2018 – Análise das categorias na faixa preta

Europeu 2018 – Análise das categorias na faixa preta

Evento tradicional no calendário do Jiu-Jitsu mundial, o Europeu de Jiu-Jitsu movimenta o Pavilhão Multiuso de Odivelas, em Lisboa. Ao contrário dos anos anteriores, o Europeu desse ano não é um campeonato aberto a todos os faixas pretas, e para participar do evento, os atletas tiveram que obter uma pontuação mínima na temporada anterior.

Nesse ano, o Europeu não contará com a presença de grandes estrelas como: Cobrinha (Campeão Peso Pena em 2017), Leandro Lo (Campeão Peso Pesado e Absoluto em 2017) e Mahamed Aly (Campeão Super-Pesado em 2017), porém o campeonato contará com atletas que farão a estreia na faixa preta após um histórico vitorioso nas faixas coloridas, como por exemplo: Hiago Gama (Alliance), Pablo Mantovani (Atos), Hugo Marques (Soul Fighters) e Rudson Matheus (Brasa CTA). Confira o resumo de cada categoria na faixa preta:

Masculino Galo

Com a ausência de Caio Terra e Bruno Malfacine, a Categoria Galo abre uma gama de possibilidades sobre quem será o vencedor. Dos dez nomes inscritos, quatro nomes da nova geração se destacam como postulantes ao ouro: Hiago Gama (Alliance), José Carlos Lima (GFTEAM), Rodnei Barbosa (Qatar BJJ) e Koji Shibamoto (Triforce) são os nomes que podem beliscar o ouro.

Masculino Pluma

Com a ausência do atual campeão mundial Mikey Musumesci, o peso pluma é a categoria com menor quórum entre o masculino. Com João Miyao e Hiago George de baia, a chance de acontecer um fechamento na categoria é latente. Pablo Mantovani (Atos) corre por fora na disputa.

Masculino Pena

De volta ao Peso Pena, Márcio André (Nova União) surge como potencial favorito ao ouro do Europeu. No ano passado, Marcinho fechou o peso leve com o seu companheiro de equipe Luan Carvalho. Isaac Doerderlein (Alliance), Gianni Grippo (Alliance) e Isaque Paiva (Saikoo) também estão no páreo para o ouro.

Masculino Leve

Com muitos nomes da nova geração, a Categoria Leve é uma das mais cheias do campeonato na faixa preta. Renato Canuto (Zenith), Edwin Najmi (Gracie Barra) e Hugo Marques (Soul Fighters), são nomes da nova geração que chegam ao Europeu com chance de ouro. O contraponto à nova geração fica para os experientes Michael Langhi (Alliance) e Jake Mackenzie (GFTEAM), que prometem travar ótimos confrontos com o pessoal da nova geração.

Masculino Médio

Em relação aos anos anteriores, o Peso Médio encontra-se bastante esvaziado. Porém, o nível dos atletas que estão na disputa é bem alto. Campeão em 2017, Marcos Tinoco (Alliance) chega ao Europeu desse ano credenciado como favorito ao bicampeonato. Para evitar o bicampeonato de Lekinho, nomes como: Jaime Canuto (GFTEAM), Felipe Cesar (Barbosa Jiu-Jitsu), Tommy Langaker (Kimura) e Isaque Bahiense (Alliance), prometem embolar a disputa.

Masculino Meio-Pesado

Com a baixa de última hora do atual campeão Leandro Lo (NS Brotherhood), Patrick Gaudio (GFTEAM) se torna o principal favorito ao ouro da categoria. O atleta da GFTEAM que quase ficou de fora da competição por conta de um golpe sofrido por um falso agente de viagens, pode dar a volta por cima e escrever um final feliz após algumas semanas de decepção. Horlando Monteiro (Kimura) e Charles Negromonte (ZR Team | Roger Gracie) surgem como azarões na categoria.

Masculino Pesado

Keenan Cornelius (Atos) é o principal nome entre os pesos pesados. O atleta da Atos San Diego tem ótimas chances de conquistar seu primeiro ouro em um torneio do Grand Slam da IBJJF na faixa preta. Os principais adversários de Cornelius na categoria serão: Jackson Sousa (Checkmat), Helton Júnior (Cícero Costha) e Adam Wardzinski (Checkmat).

Masculino Super-Pesado

Erberth Santos (Esquadrão de Jiu-Jitsu Brasileiro) é franco favorito ao ouro da categoria, todavia, em entrevista ao site Tatame, o líder do Esquadrão Brasileiro de Jiu-Jitsu declarou que se fosse necessário, abriria mão da disputa da categoria em prol do ouro no absoluto. Caso isso se confirme, a disputa pelo ouro na categoria ficará totalmente em aberto, com uma ligeira vantagem para Eliot Kelly (Yemaso).

Masculino Pesadíssimo

Com oito altetas ao total, a Categoria Pesadíssimo tem em Ricardo Evangelista (GFTEAM) o principal nome para o ouro. Ano passado, Evangelista fechou a categoria com o seu companheiro de treinos na GFTEAM e Commando Group, Igor Silva. Esse ano, caso Evangelista chegue a final contra Victor Honório (Qatar BJJ), um possível fechamento será realizado, pois os dois atletas eram parceiros de time na GFTEAM. Lucas Hulk (Atos) e Otávio Nalati (Guigo Jiu-Jitsu | Team Lloyd Irvin) também surgem como bons nomes ao título.

Feminino Galo

Em uma final européia de fato, a finlandesa Outi Tammilehto (Brasa CTA) enfrentará a italiana Serena Gabrielli (Flow) .

Feminino Pluma

Com quatro atletas na categoria, Talita Alencar (Alliance) surge como principal favorita ao ouro do Peso Pluma.

Feminino Pena

Com o maior quórum da competição, o Peso Pena contará com ótimos nomes da nova geração como: Amanda Monteiro (GFTEAM), Heather Raftery (Atos) e Bia Basílio (Almeida Jiu-Jitsu) são favoritas ao ouro.

Feminino Leve

Entre as quatro atletas da categoria, Bia Mesquita (Gracie Humaitá) é a principal favorita ao ouro.

Feminino Médio

Renata Marinho (Alliance) e Raquel Pa’aluhi (Zenith) são as principais favortias ao ouro no peso médio. As duas atletas já se enfrentaram diversas vezes na faixa marrom.

Feminino Meio-Pesado

Claudia do Val (Delariva) e Samantha Cook (Checkmat) farão a final da categoria.

Feminino Pesado

Carina Santi (G13) e Jessica Flowers (Gracie Barra) farão a final da categoria.

Feminino Super Pesado

Tayane Porfírio (Alliance) e Venla Luukonen (Hiiti JJ) farão a final da categoria. Tayane é grande favorita também para o ouro no absoluto.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com