Home / Colunas / BJJF Entrevista / Espen Mathiesen comenta participação na Copa Pódio: “O momento em que parei de acreditar no talento foi crucial para a minha mentalidade”

Espen Mathiesen comenta participação na Copa Pódio: “O momento em que parei de acreditar no talento foi crucial para a minha mentalidade”

Espen Mathiesen chamou a atenção de todos com ótimas apresentações na três edições da Copa Pódio onde participou. O agora faixa preta surpreendeu alguns dos seus adversários no último GP  fazendo a final com Isaque Bahiense. O BJJ Fórum fez algumas perguntas ao lutador Norueguês que já se encontra no Brasil preparando-se para a sua luta de 10 minutos sem vantagens contra o vencedor do GP dos Médios, onde também irá desempenhar o papel de capitão no Desafio Kids.

Espen há apenas um mês você foi promovido à faixa-preta, uma jornada de 7 anos até agora. Qual foi o sentimento no momento? Aponte-nos 3 momentos chave que o levaram até a faixa-preta e que você sente que foram os mais importantes para sua evolução.  

Tommy, José Carlos e Espen

Fiquei muito grato quando peguei minha faixa-preta, porque foi uma jornada maravilhosa. O esporte mudou minha vida, e estou ansioso para ver o que esse novo capítulo trará. O momento em que parei de acreditar no talento foi crucial para a minha mentalidade. A minha primeira competição também foi um momento-chave, porque fiquei realmente viciado e abandonei o futebol depois. E o momento em que eu decidi fazer  Jiu Jitsu em tempo integral, foi extremamente importante, porque me deu a oportunidade de me concentrar 100% no Jiu Jitsu.  

 

Pódio Pan 2017 peso leve

Nunca houve um campeão mundial na divisão faixa-preta adulto de origem europeia. Você já ganhou alguns dos principais torneios como o Pan Americano e o Europeu. O que você acha que precisa para ganhar seu primeiro ouro nos mundiais  e se tornar o primeiro europeu a fazê-lo? 

Um dos meus principais objetivos no Jiu Jitsu é ser campeão mundial várias vezes na faixa-preta. Não acredito que haja segredos ou atalhos. Vou trabalhar duro e o tempo vai mostrar o resultado. 

Mais uma vez, você estará lutando aqui no Brasil em Manaus numa luta com  regras especiais  de 10 minutos contra Isaque Bahiense, onde não haverá vantagens. Na primeira vez que se enfrentaram, Isaque ganhou, o que você acha que precisa fazer para ver a sua mão erguida no final da luta? 

Eu terei que dar 100% para vencer, Isaque é um adversáio difícil. Eu tenho trabalhado muito e estou mais preparado desta vez. Meu plano, porém, é sempre o mesmo, tentar ganhar posições e procurar as finalizações. Não acredito que haja segredos ou atalhos.

Amazonenses do Desafio Kids

Antes de lutar iremos vê-lo papel de treinador liderando o seu time contra o de Isaque no Kids Challenge. Ensinar é algo que você gosta de fazer? O que você espera do seu time? 

Eu tenho dado aulas desde que eu era faixa-branca, e é algo que eu gosto de fazer. Minha equipe é realmente sólida e estou ansiosa para vê-los competir. Eu farei o meu melhor para apoiá-los e ajudá-los.  

Algumas palavras antes da despedida? 

Quero agradecer a minha equipe, a Kimura Nova União e a todos os que me apoiam. Também um agradecimento especial à Moka Hardware. Um grande agradecimento à Copa Pódio também, por me convidar para o evento. E  gostaria também de agradecer ao meu professor José Carlos.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com