Home / Colunas / Bola de Cristal / Bola de Cristal #16 – UFC Maia x Condit

Bola de Cristal #16 – UFC Maia x Condit

bola de cristal

Salve Salve rapaziada!

A Bola de Cristal precisou passar por uma manutenção essa semana devido ao ritmo forçado de trabalho. Com UFC toda semana e muitas lutas e lutas para analisar, a coitada ficou estafada mas já está se recuperando e fazendo uns updates necessários no sistema para não pifar de vez com a quantidade de eventos reservados para as próximas semanas, mesmo com esse contratempo nosso colunista Luiz Guilherme Mourão conseguiu bater um papinho com ela e pegar algumas impressões do próximo evento porque como vocês sabem, onde tem UFC, tem a nossa Bola de Cristal dando seus pitacos. Vamos aos palpites:

Demian Maia x Carlos Condit

Devemos ter uma boa luta no evento principal. O craque do jiu-jitsu Demian Maia enfrenta o ex-campeão interino da categoria dos meio-médios Carlos Condit. Clássico confronto entre striker vs grappler. De um lado você tem o brasileiro Demian Maia, que apesar de já ter 38 anos continua evoluindo.  Demian adaptou de maneira excepcional o jiu-jítsu para o MMA sendo reconhecido como um dos melhores (quiçá o melhor) nesse quesito e nas últimas lutas ele mostrou uma evolução significante no ground and pound, fato este que o está deixando cada vez mais letal. Do outro lado você tem o canadense Carlos Condit, um excelente striker, agressivo e que possui uma excelente variedade de golpes na luta em pé. Mas, e esse “mas” pode decidir a luta, ele tem um nível bem decente de grappling. Acredito que Demian irá conseguir derrubar Condit (até o Rory MacDonald foi quedado), mas minha dúvida é se ele conseguirá aguentar o ritmo de cardio durante os 5 rounds. Vimos em lutas recentes que o gás de Demian vai minguando com passar dos rounds, e se esse fato acontecer novamente, capaz de termos uma virada nos rounds finais a favor do Condit. Como falei, acredito que o nível de grappling de Condit é suficiente para ao menos não ser finalizado, e uma vez Demian cansado (lá pelo 4º round por exemplo), o americano teria tudo para buscar o nocaute em cima do brasileiro. Carlos Condit vence por nocaute no 5º round.

Charles Oliveira x Anthony Pettis

No co-main event, pela divisão peso pena, o ex-campeão do peso leve do WEC e do UFC Anthony Pettis faz sua estreia na nova categoria contra o brasileiro Charles Oliveira. O jogo aqui para o brasileiro é levar a luta para o chão. Apesar de Pettis possuir um jiu jitsu bem afiado não é tão bom quanto o do brasileiro e Charles é perfeitamente capaz de finalizá-lo se a luta se desenrolar no chão mas caso a luta fique em pé deveremos ter um passeio de Pettis e com grandes chances de um nocaute, já que nessa área o brasileiro ainda apresenta bastante brechas defensivas e o americano tem muita qualidade e uma variedade muito grande de ataques. Anthony Pettis vence por nocaute no 2º round.

Paige VanZant vs. Bec Rawlings

De volta ao MMA após uma temporada no programa “Dancing with the stars” onde faturou o vice-campeonato, Paige Vanzant retorna ao octógono contra a dura australiana Bec Rawlings. Com a luta em pé, vejo um confronto bem equilibrado. As duas gostam da trocação, soltam bastantes golpes e se ficar aí temos boas chances de termos uma boa luta. Mas no que diz respeito ao grappling, Paige leva vantagem. Acredito que a luta começará em pé, com Vanzant estudando a distância para a partir da segunda metade do 1º round derrubar Bec Rawlings e conseguir uma vitória dominante. Paige Vanzant vence por decisão.

Jim Miller vs. Joe Lauzon

Abrindo o card principal, temos uma revanche de uma batalha sangrenta que tivemos em 2012, onde Joe Lauzon tentará se vingar de Jim Miller. Quem viu a primeira luta e está à espera de um combate igual àquela pode perder as esperanças. Mas isso não significa que não podemos ter uma boa luta. Na minha opinião, o momento de Lauzon é melhor, apesar de achar Miller mais lutador. Numa luta divertida, mas não tão sangrenta quanto, acredito que Lauzon sairá vencedor por decisão.

Sam Alvey vs. Kevin Casey

Fechando o card preliminar, Sam Alvey fará sua 3º luta em 3 meses contra Kevin Casey. Assim como o confronto principal da noite, esse é mais um clássico striker vs grappler. Alvey é um nocauteador, que possui grande poder em suas mãos. Na sua penúltima luta, diante de Elias Theodorou, Alvey apresentou uma defesa de queda bem vazada, situação está que faz crescer as chances de Kevin Casey aqui. Casey é basicamente um grappler, que usa da sua grande força física para derrubar e amarrar (sem cerimônia) seus oponentes. No entanto, tem um cardio bem fraco além de uma trocação bem precária, onde se vale basicamente da força física. Até acredito que ele consiga derrubar Alvey no primeiro round, mas a partir do 2º round vamos ter outra luta. Sam Alvey vence por nocaute (brutal) no 3º round.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com