Home / Competições / Brasil / Artigo: Roger Gracie – Entendendo o fenômeno

Artigo: Roger Gracie – Entendendo o fenômeno

Roger Gracie vs. Marcus Buchecha

Roger Gracie vs. Marcus Buchecha no Metamoris

Dia 23 de julho acontecerá no Rio de Janeiro uma das maiores lutas de Jiu-Jitsu de todos os tempos. Marcus “Buchecha” Almeida, penta campeão mundial absoluto, enfrentará Roger Gracie, tricampeão mundial absoluto e uma lenda viva da arte suave.

Coincidentemente, ao navegar pela internet esta semana encontrei um texto de Nic Gregoriades, primeiro faixa preta de Roger, no qual o autor explica aos leitores como é treinar com o Gracie. Resolvi então traduzir o artigo que, apesar de ter sido escrito em 2008, pode nos dar uma  ideia do que esperar de Roger Gracie em seu duelo contra Buchecha.

Espero que gostem:

***

ROGER GRACIE: Entendendo o fenômeno.

Nas minhas viagens a maioria das pessoas que encontro me pergunta uma coisa: “Como é treinar com Roger Gracie?”. Aqui vai minha tentativa de descrever isso.

Roger Gracie

Foto: Dojjo

UMA EXPERIÊNCIA DE HUMILDADE

Eu treinei pelo mundo todo com muitos bons lutadores. Alguns puderam me vencer, outros não, mas todos eles tiveram que se esforçar bastante e, na maioria das vezes, eu cheguei a ameaçá-los de alguma forma. Roger é a única pessoa com a qual eu já rolei que tem a habilidade de neutralizar todos os meus ataques e destruir a minha defesa quando quer. Eu nunca treinei com alguém que tenha a habilidade dele. Quanto mais você tenta vencê-lo, mais você batuca. E você batuca pra caramba. Em finalizações que você sequer sabia que existiam. Torções de quadril, de coluna, joelho… É, de fato, uma experiência de humildade.

Os ataques dele são tão bons que você está sempre se defendendo e tentando recuperar posições perdidas, então é como uma constante corrida morro acima. Voce começa numa posição neutra (de joelhos ou em pé) e então a coisa fica ruim, e vai só piorando conforme ele impõe, metodicamente, seu jogo sobre você. Na única ocasião em que consegui colocá-lo numa posição ruim, foi só uma questão de segundos para que minha alavanca me escapasse das mãos como areia numa ampulheta. Diversas vezes me peguei pensando “É, tô com um bom controle!” para então, indefeso, vê-lo executar uma saída perfeita e ir pra cima antes de me finalizar.

Então, por que ele é tão bom? Acredito que pelas razões a seguir:

ATRIBUTOS FÍSICOS

Roger é um cara grande e forte. Não há o que se discutir quanto a isso. Medindo 1,93m e pesando perto dos 100kg, ele é incomumente grande pra um lutador de Jiu-Jitsu. Lembro-me de uma vez em que treinávamos em pé, Roger tinha uma esgrima que eu achei que estivesse defendendo razoavelmente bem. Eu colocava todo o meu peso em seu braço numa tentativa de neutralizar alavanca que ele tinha, quando Roger ficou entediado com aquilo ele simplesmente me jogou de um lado a outro do tatame usando aquela esgrima. Eu já treinei com wrestlers que pesavam mais de 130kg e não tinham esse tipo de força.

Esta é uma das razões que fazem de Roger Gracie um lutador tão perigoso. Ele combina bons atributos físicos a um perfeito conhecimento técnico. Na incomum situação em que você se equipara tecnicamente a Roger, ele te supera fisicamente.

TÉCNICA

O profundo conhecimento técnico de Roger Gracie é supremo. Ele não necessita daqueles segundos que o lutador comum precisa para analisar uma posição antes do próximo movimento. É que Roger conhece a técnica perfeita para responder a cada posição tão bem que isso já se tornou um reflexo. Além disso, ele tá sempre, pelo menos, dois passos à frente, seu primeiro ataque é, na maioria das vezes, pra te induzir a cair num segundo ou terceiro golpe. Quando você o assiste rolar, vê uma demonstração de perfeita economia de movimentos. Algumas vezes Roger chega a ter três ou quatro de nós rolando com ele, revezando entre parceiros de treino descansados. Dessa forma, ele consegue ter um treino duro, ainda que com parceiros menos técnicos. O que é curioso sore Roger Gracie é que quando ele fica cansado, sua técnica fica melhor, não pior.

Eu tenho uma teoria de que isso é devido ao seu tamanho. Ele teve que aprender a maneira mais eficiente de poupar energia para mover sua grande massa corporal em longas sessões de treino conforme ele vai ficando progressivamente mais e mais fatigado. Esta é, para mim, a essência do Jiu-Jitsu.

EQUILÍBRIO

Roger não é um cara super musculoso ou trincado como muitos outros lutadores, no entanto, quando você rola com ele, você o sente “denso”. É extremamente difícil movê-lo ou erguê-lo – a sensação é de que o peso dele está sendo dragado em direção ao solo. Muitas vezes durante nossos treinos eu bati apenas pelo desconforto das sufocantes técnicas que ele emprega. Se Roger quiser, ele faz qualquer parte do teu corpo (geralmente teu diafragma) carregar todos os quase 100kg que ele tem. Acredito que isso se deve ao fato de ele possuir a habilidade de relaxar e contrair os diferentes grupos musculares altamente desenvolvida, e também por conta do excepcional senso de pressão que ele tem.

A base dele também é fenomenal. Minhas raspagens são, de longe, a melhor parte do meu jogo, entretanto, em todos esses anos que tenho treinado com Roger, eu consegui raspá-lo apenas uma vez. E foi só porque ele não tava prestando atenção. Geralmente você vai pensar que está prestes a raspá-lo – você pode até erguê-lo por um segundo, mas por causa do incrível equilíbrio que ele tem, ele se ajusta sem esforço e anula tua tentativa de raspar.

DETERMINAÇÃO

A maior arma de Roger é a mente. Quando treina, ele traz uma intensidade que é difícil de descrever. Nos treinos dele com Bráulio Estima, um lutador excepcional e também campeão mundial, eu o vi em situações nas quais eu tinha certeza que ele bateria, mas ele nunca dava os três tapinhas. Apenas relaxava e buscava aquele espaço milimétrico que tinha pra escapar. Quando Roger se cansa ele se força ainda mais e chama um parceiro de treinos descansado. Creio que é essa força mental e tenacidade inabalável que o diferencia de muitos outros lutadores de alto nível e que o levou a ter o grande sucesso que ele tem.

***

Traduzido por Juan Macedo

Postado originalmente em Jiu Jitsu Brotherhood

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com