Home / Competições / ADCC – Análise da categoria até 88kg

ADCC – Análise da categoria até 88kg

A cidade de Espoo na Finlândia irá receber mais uma edição do ADCC, torneio de submission mais tradicional do cenário das lutas agarradas. O evento, que chega a sua décima primeira edição, retorna ao continente europeu após seis anos (Em 2011, o evento foi sediado em Nottingham, na Inglaterra). O formato de seleção dos atletas continua o mesmo, uma parte recebe convite da organização e outra parte se credencia através de uma seletiva continental.

O sistema de categorias continua o mesmo: Até 66 quilos, até 77 quilos, até 88 quilos, até 99 quilos e acima de 99 quilos para os homens e até 60 kg e acima de 60 quilos para as mulheres. Não aconteceram mudanças das regras do evento. Os pontos só são contablizados a partir do quinto minuto de cada luta. As lutas classificatórias tem duração de 10 minutos, já as finais, tem duração de 20 minutos. Em caso de empate, uma prorrogação será realizada para desempatar.

O BJJFORUM fará uma série de artigos analisando as categorias e cada lutador que disputará a coroa de campeão. Nesse artigo falaremos da categoria até 88kg, que pelos nomes inscritos, é a categoria mais imprevisível do torneio. O atual campeão da categoria Yuri Simões subiu para a divisão até 99kg, aumentando assim o número de convidados. Confira os inscritos:

Craig Jones

Equipe: Absolute MMA

Forma de ingresso no evento: Vencedor da primeira seletiva asiática

Faixa preta recém promovido, Craig Jones chega a mais uma edição do ADCC (A primeira vez que competiu o evento, o australiano ainda era faixa roxa). Com participações no EBI e um ouro no Mundial Nogi da IBJJF na faixa roxa, Craig Jones quer expandir o sucesso obtido na Austrália para o mundo com um resultado positivo no ADCC.

Jesse Uhrolin

Equipe: Alliance

Forma de ingresso no evento: Vencedor da primeira seletiva européia

Jesse Uhrolin chega a sua segunda disputa de ADCC, mas essa edição é especial,pois se trata de uma edição em sua terra natal. O atleta da Alliance foi bronze no europeu desse ano, parando nas semis contra Leandro Lo. O atleta concilia a carreira esportiva com a carreira de TI.

James Brasco

Equipe: Moncaio Brothers/Combat Club

Forma de ingresso no evento: Vencedor da primeira seletiva norteamericana

Com 43 anos de idade, James Brasco é o competidor mais experiente da categoria até 88 kg. Além da base no Wrestling, Brasco é faixa preta de Pablo Popovich e já conquistou algumas medalhas no circuito de campeonatos da IBJJF. Sua última luta foi no F2W 42, onde perdeu por finalização para DJ Jackson.

Murilo Santana

Equipe: Unity Jiu-Jitsu /B9

Forma de ingresso no evento: Vencedor da primeira seletiva sulamericana

Bastante experiente no circuito, Murilo Santana chega a sua segunda edição do ADCC. Com um bom jogo tanto por baixo, quanto por cima, porém o pouco ritmo de competição em 2017, podem pesar contra Murilo, que agora tem se concentrado em dar aulas e acompanhar seus alunos da Unity Jiu-Jitsu nos campeonatos.

Kaynan Duarte

Equipe: Atos Jiu-Jitsu

Forma de ingresso no evento: Vencedor da segunda seletiva sulamericana

Durante as triagens do evento, um faixa roxa chamou a atenção nas triagens sulamericanas, esse faixa roxa era Kaynan Duarte, que chegou em terceiro na seletiva de SP e que derrotou Patrick Gaudio na seletiva do Rio de Janeiro. Além do feito no ADCC, o aluno de Paulo Ledesma e André Galvão, conquistou o peso e o absoluto do Pan e o ouro no Mundial quando estava voltando de lesão. Recém graduado faixa marrom, Kaynan já mostrou que pode complicar pra muito atleta experiente.

Kit Dale

Equipe: Maromba Internacional

Forma de ingresso no evento: Vencedor da segunda seletiva asiática

Um dos mais carismáticos competidores de Jiu-Jitsu do circuito, Kit Dale chega ao ADCC querendo surpreender assim como fez no Mundial desse ano, quando conseguiu chegar nas quartas de final, sendo parado apenas por André Galvão em uma luta apertadíssima. Kit fez seu camp em Houston, na sede da Soul Fighters nos EUA.

John Salter

Equipe: Dethrone Base Camp

Forma de ingresso no evento: Vencedor da segunda seletiva norteamericana

Com passagens em grandes eventos de MMA como o UFC, Strikeforce e atualmente no Bellator, John Salter resolveu se testar no grappling pela primeira vez nas seletivas norteamericanas para o ADCC. E o resultado não poderia ser melhor. Com vitórias sobre Josh Hinger e sobre DJ Jackson na final, o atleta de MMA garantiu sua vaga na categoria até 88kg. No MMA, Salter tem sete finalizações em 14 vitórias.

Piotr Marcin Frechowicz

Equipe: Berserkers

Forma de ingresso no evento: Vencedor da segunda seletiva norteamericana

Mais um polonês no ADCC, Piotr Frechwicz chega ao ADCC após ser recém graduado a faixa preta. Frechowicz vem de uma medalha de ouro no Europeu Nogi e um Bronze no Europeu com Kimono.

Romulo Barral

Equipe: Gracie Barra

Forma de ingresso no evento: Convidado

Campeão do ADCC em 2013, pentacampeão mundial de Jiu-Jitsu e Hall da Fama da IBJJF, Romulo Barral chega a mais uma edição do ADCC e nunca pode ser subestimado. Com uma ótima guarda e boas passagens de guarda, o líder da Gracie Barra Northridge quer apagar a performance na última edição do evento e assim conquistar uma medalha.

Keenan Cornelius

Equipe: Atos

Forma de ingresso no evento: Convidado

Keenan Cornelius é mais um que podemos apontar como candidato ao título da categoria até 88 kg do ADCC. Após um bronze em 2013 e uma prata em 2015, o atleta da Atos Jiu-Jitsu se credencia a como um dos possíveis postulantes ao pódio. Após um primeiro semestre com uma lesão no joelho, Keenan voltou no segundo semestre e venceu todas as competições que disputou.

Gordon Ryan

Equipe: Danaher Death Squad / Team Renzo Gracie

Forma de ingresso no evento: Convidado

Gordon Ryan ganhou fama no cenário do grappling americano com muito trash talking e com ótimos resultados. Tricampeão do EBI e de outros eventos do tipo “Submission only”, o aluno de John Danaher chega ao ADCC disposto a quebrar a banca. O ADCC vai ser uma ótima oportunidade para Gordon Ryan provar que não é bom somente em eventos “Sub-only”.

Pablo Popovitch

Equipe: Team Popovitch

Forma de ingresso no evento: Convidado

Campeão na edição de 2009 do ADCC, Pablo Popovitch sempre será um oponente perigoso para qualquer adversário, mesmo não estando no seu auge. Com um jogo de muitas quedas e ótimas passagens de guarda, Popovitch quer retomar os tempos de glória no ADCC.

Xande Ribeiro

Equipe: Ribeiro Jiu-Jitsu

Forma de ingresso no evento: Convidado

Bicampeão do ADCC, pentacampeão mundial de Jiu-Jitsu, tetracampeão panamericano e Hall da Fama da IBJJF, Xande Ribeiro se mantém no auge competitivo após quinze anos como faixa preta. Dono de um dos currículos mais vitoriosos da história do Jiu-Jitsu, o manauara chega a mais uma edição do ADCC com boas chances de pódio. Em sua última aparição Nogi, Xande empatou com Roberto Cyborg na Copa Podio após cinquenta minutos de luta com bastante ação por parte de Xande.

Leandro Lo

Equipe: NS Brotherhood

Forma de ingresso no evento: Convidado

A estreia mais aguardada do ADCC é a de Leandro Lo. Após cinco títulos mundiais, cinco títulos panamericanos e uma grande dominância nos eventos promovidos pela Copa Podio, o líder da Brotherhood chega a sua primeira edição do ADCC disposto a chegar nas cabeças e repetir as ótimas atuações que teve nas competições da IBJJF.

Dillon Danis

Equipe: Zenith

Forma de ingresso no evento: Convidado

Ao contrário de Gordon Ryan que justifica o hype criado em torno dele com vitórias expressivas, Dillon Danis não consegue repetir o mesmo feito. Com apenas duas vtórias no ano (As duas sobre AJ Agazarm) e com participação em muitas confusões, que culminaram com a sua expulsão do time de Marcelo Garcia, Danis chega ao ADCC disposto a apagar os maus resultados e assim ir mais longe no evento. Na última edição, Danis perdeu no primeiro round para Garry tonon.

Rustam Chsiev

Equipe: K-Dojo

Forma de ingresso no evento: Convidado

Terceiro lugar na última edição do evento, com vitórias sobre Rafael Lovato e Romulo Barral, credenciam Rustam Chsiev como um adversário perigoso para qualquer oponente na categoria até 88kg. Com uma base sólida e com boa dominância por cima, Chsiev consegue vencer a maioria das suas lutas por pontos. Apesar de não ser um estilo agradável de assistir, não podemos negar que é bastante eficiente.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com