Home / Colunas / Arquivos Históricos / Competidores Lendários – Parte1 (Rickson e Jacaré)

Competidores Lendários – Parte1 (Rickson e Jacaré)

Na história, existiram alguns ícones que impuseram tendências e estilos no Jiu-Jitsu mundial. Devido a alguns lutadores específicos, o estilo do Jiu-Jitsu foi “revisto” algumas vezes no decorrer de sua existência.

Grandes exemplos são Grande Mestre Hélio Gracie e Rolls Gracie, que são vistos como praticamente os “pais” do Jiu-Jitsu que é praticado no mundo hoje, Hélio como quem aperfeiçoou o Jiu-Jitsu de Carlos e Rolls como quem aperfeiçoou o Jiu-Jitsu de Helio. Outras referências são Roberto “Gordo” Correia e Ricardo De La Riva, o primeiro revolucionou a meia-guarda e o segundo praticamente criou um novo estilo de guarda, a guarda De La Riva.

Resolvi criar esse tópico, pra lembrarmos lutadores lendários que surgiram especificamente nas competições de Jiu-Jitsu, gostaria que a galera ajudasse alimentando cada vez com mais informações, vou começar falando de dois.

Rickson Gracie

Grande referência da família mais tradicional do Jiu-Jitsu, Rickson Gracie é visto diante de todos como o n°1. Respeitado até mesmo pelo Grande Mestre Carlson Gracie, que teve o maior “exército” de lutadores do Rio de Janeiro na década de 80.
É possível encontrar entrevistas em vida de Carlson, que “rivalizava” com os filhos do Hélio, em que dizia “ainda” não ter ninguém para vencê-lo.
Apesar de inúmeros questionamentos sobre seu possível cartel de mais de 400 vitórias nas lutas em geral, não existem registros e nem relatos de derrota de Rickson no Jiu-Jitsu em competições na faixa preta.
E o mais impressionante disso tudo, é que em TODAS as suas lutas ele obteve vitória por finalização. Dizem que na década de 80, iriam mudar o nome da categoria absoluto para “Categoria Rickson Gracie”, pois ele vencia essa categoria sempre.

Imagem

Ronaldo “Jacaré”

Referência máxima do Jiu-Jitsu de Manaus, Ronaldo Jacaré teve uma carreira “curta” e vitoriosa. Colecionador de títulos, Ronaldo Jacaré não se cansou enquanto não foi campeão mundial absoluto nas duas principais faixas do Jiu-Jitsu, Marrom e Preta.
No ano de 2002, Jacaré perdeu a final do absoluto na faixa marrom para Roger Gracie, mesmo tendo sido campeão do peso ele não se conformou. No ano de 2003 tornou a competir na faixa marrom, onde não deu a mínima chance aos seus adversários, conquistando o absoluto com certa tranquilidade.
No Jiu-Jitsu existia a lenda que Jacaré era incansável, isso começou em uma competição na faixa Roxa, onde dizem que Jacaré enfileirou todos os seus adversários sem descansar entre uma luta e outra, Jacaré atropelou 1 por 1 e venceu peso e absoluto nesse dia.

No ano de 2004, na estréia da faixa Preta, Jacaré teve uma atuação de gala na categoria absoluto onde ocorreu uma das maiores façanhas de sua carreira. Enquanto vencia nada menos que Roger Gracie na final do absoluto, teve seu braço quebrado em um armlock da guarda, e alguem aqui acha que a luta acabou por causa disso?

Negativo, Jacaré vencia por pontos e continuou lutando com o braço “pendurado”, sendo então campeão, daquele que seria seu primeiro título absoluto na faixa preta.

No ano seguinte Jacaré deu mais um show para os amantes do Jiu-Jitsu, onde por muito pouco não conquistou no mesmo ano a “Conquista Maior” que todo representante de Jiu-Jitsu sonha em conquistar, o absoluto do Mundial e do ADCC.

No Mundial, conquistou o bi absoluto, derrotando novamente na final o multi campeão Roger Gracie. Obs: Jacaré foi tão bom, que seu maior rival era de duas categorias acima da dele, encontra-se facilmente vídeos no youtube de Jacaré atropelando tops do Jiu-Jitsu mundial, como Marcelo Garcia, Fabrício Werdum, Xande Ribeiro e Fernando Terere.

No ADCC, Jacaré deu outro show, atropelou na categoria sendo campeão. No absoluto vinha despachando atletas de renome como Marcelo Garcia, David Avellan e Cacareco, até que foi parado por Roger Gracie, que conquistou a única finalização sofrida por Jacaré em sua carreira.

No ano segiunte, Ronaldo jacaré abandonou as competições do Jiu-Jitsu profissional para se dedicar ao MMA, uma grande perda pro Jiu-Jitsu, mas uma grande vitória para a carreira do mesmo, que hoje se tornou um lutador muito bem sucedido e cotado para disputar o cinturão do UFC.

Imagem