Home / Competições / Com grandes nomes do Jiu-Jitsu, Spyder Invitational promete ótimos combates

Com grandes nomes do Jiu-Jitsu, Spyder Invitational promete ótimos combates

Na madrugada de sexta para sábado os olhos do público de Jiu-Jitsu se voltarão para Seul. O Spyder Invitational chega ao seu último evento do ano com dois GP’s que trazem o que há de melhor no Jiu-Jitsu na atualidade. Com premiação de cem mil dólares para os vencedores dos GP’s, o evento tem tudo para fazer história no cenário do Jiu-Jitsu competitivo.

Além de grandes nomes da nova geração, o Spyder também conta com a presença do Pentacampeão Mundial de Jiu-Jitsu e atleta do UFC, Rodolfo Vieira (GFTeam), que retorna após um ano de inatividade no Jiu-Jitsu (Rodolfo participou do evento Black Belt CBD e saiu campeão após vencer Mahamed Aly). Apesar de ser dedicar integralmente ao MMA, Rodolfo abriu uma exceção para o Spyder Invitational por causa da premiação pomposa, um valor muito acima da sua bolsa no UFC. O evento será transmitido pelo Flograppling e a transmissão começará as 23h (Horário de Brasília). Confira os confrontos iniciais dos GP’s.

Categoria até 76 kg

Johnatha Alves (ATOS – Art Of Jiu-Jitsu) x Jamil Hill (Team Lloyd Irvin)

Campeão do Spyder em 2018, ainda como faixa marrom, Johnatha Alves retorna ao evento para defender o seu título. Após um ano, Johnatha conquistou muitas medalhas como faixa marrom, incluindo o Mundial deste ano. Promovido à faixa preta no pódio, Johnatha fez apenas quatro lutas desde a promoção, com destaque para a última, onde não deu chances para Kauan Barboza (Checkmat) no Jiu-Jitsu World Festival.

O seu adversário será o norte-americano Jamil Hill, que em 2018 projetou-se como um dos principais nomes do Peso Pena após desbancar grandes nomes e sagrar-se campeão mundial na faixa preta. Em 2019, Jamil não conseguiu participar do Mundial por causa de uma apendicite. No ADCC, Jamil decepcionou e foi eliminado no primeiro round por Nicky Ryan.

Edwin Najmi (Gracie Barra) x Matheus Gabriel (Checkmat)

Três anos após chegar na final do Mundial, Edwin Najmi não conseguiu repetir mais as atuações do seu primeiro ano como faixa preta. Afetado por lesões, o aluno de Rômulo Barral tenta voltar ao caminho das vitórias. Em sua última aparição competitiva no ADCC, Najmi foi eliminado por Celsinho Venicius na primeira fase, voltou no outro dia para o absoluto e foi finalizado por Garry Tonon.

Já Matheus Gabriel vem sendo um dos destaques do peso pena em 2019. Em seu primeiro ano como faixa preta, o atleta da Checkmat conquistou o ouro no Pan e no Mundial, escrevendo seu nome na história. Sua última aparição foi no ADCC, onde foi chamado de última hora para completar a categoria até 66 kg e foi eliminado pelo campeão, Augusto Tanquinho nas quartas de final.

Levi-Jones Leary (Unity) x Gabriel Arges (Gracie Barra)

No início do ano, o Australiano Levi-Jones Leary surpreendeu os fãs de Jiu-Jitsu ao vencer Lucas Lepri na final do Europeu de Jiu-Jitsu, interrompendo assim uma sequência de dois anos de invencibilidade. Além do Europeu, Levi também venceu o Pan e consolidou-se como um nome forte no peso leve. No evento de março do Spyder, Xanadu (Como é conhecido nos EUA) ficou em terceiro lugar após vencer Augusto Tanquinho.

Para tentar barrar o jovem australiano, Gabriel Arges retorna ao peso leve para buscar mais um título de GP em 2019. O atleta da Gracie Barra venceu o King Of Mats da UAEJJF após cinco confrontos difíceis. Além disso, Arges conquistou o tricampeonato mundial no peso médio após vencer Isaque Bahiense. De todos os combates dessa categoria, essa luta é a mais aguardada da primeira fase do GP.

Matheus Lutes (Alliance – Marcelo Garcia) x Inseong Jang (Wire BJJ)

Completando o GP, o faixa marrom Matheus Lutes retorna ao Spyder após ter vencido o evento semifinal que aconteceu em março desse ano. Na ocasião, o aluno de Marcelo Garcia deixou para trás nomes importantes do Jiu-Jitsu como: Augusto Tanquinho e Osvaldo Queixinho. Co  um jogo de muita explosão, Lutes pode complicar para os demais integrantes do GP.

Completando o GP na cota de atleta local, Inseong Jang surge como o único coreano no evento. Sem resultados expressivos, o coreano sabe que dentre os oito participantes, ele é o que tem menos chances de vitória.

Até 100 kg

Tim Spriggs (Team Lloyd Irvin) x Nicholas Meregali (Alliance)

Vencedor do último evento do Spyder na categoria acima de 76 kg, Tim Spriggs retorna ao evento buscando repetir o resultado de março. Com um Jiu-Jitsu baseado em quedas e passagens de guarda, o atleta da Team Lloyd Irvin vem embalado pela vitória conquistada sobre Erberth Santos no Fight 2 Win 130.

Com um jogo antagonista ao de Tim, Nicholas Meregali surge como um dos principais nomes da categoria. Com um 2019 iluminado, o Gaúcho segue colecionando bons resultados, como o ouro duplo no Brasileiro, o bicampeonato mundial e o título do GP Super 8 do BJJ Stars. Tal retrospecto posiciona Meregali como um dos favoritos ao títulos.

Claudio Calasans (Atos) x Erberth Santos (Guigo)

Com bastante experiência como faixa preta, Claudio Calasans é sempre uma ameaça para todos os adversários. Judoca de origem e com um Jiu-Jitsu preciso, o Joseense chega ao evento final do Spyder após ser vice-campeão do GP de março, onde foi derrotado por Tim Spriggs. Em 2019, Calasans ficou com a prata no brasileiro e sua última aparição foi no Brasileiro por Equipes, onde contribuiu para o título da Atos com uma vitória sobre Marcos Júnior.

Seu adversário será Erberth Santos, que tem lutado pouco desde a confusão no BJJStars, que o fez ser suspenso nas duas principais federações de Jiu-Jitsu mundiais, limitando-se a participar de superlutas e eventos menores. Após tentativa mal sucedida como líder de equipe, Erberth está de volta à tutela de Luiz Guigo, que lhe graduou faixa preta, e quer provar que pode voltar aos dias de glória. Mas para isso será necessário menos trash talking e mais resultados.

Kaynan Duarte (Atos) x Leandro Lo (NS Brotherhood)

Podemos dizer que Kaynan Duarte teve um ano de 2019 perfeito. Em seu primeiro ano como faixa preta, o aluno de André Galvão conquistou Europeu, Pan, World Pro, Mundial e ADCC, além de outros torneios menores. Com esse retrospecto vitorioso, Kaynan chega ao Spyder em busca da cereja do bolo para fechar o ano vitorioso.

Para tentar frear o ímpeto do aluno de André Galvão, Leandro Lo vem em busca da revanche da final do último mundial, onde foi derrotado por 2 x 0. Com resultados negativos no BJJStars, o líder da Brotherhood quer apagar as últimas derrotas e retomar o seu lugar no topo do Jiu-Jitsu competitivo.

Rodolfo Vieira (GFTeam) x Anderson Munis (Alliance / Dream Art)

No duelo de gerações, Rodolfo Vieira retorna ao Jiu-Jitsu pontualmente para participar do Spyder. O atleta do UFC não tem luta marcada no médio prazo e aceitou o desafio para vestir o kimono e lutar em busca dos cem mil dólares. A parte técnica de Rodolfo é incontestável e todos nós conhecemos, afinal ele é um dos grandes nomes da história do esporte, entretanto, a incógnita fica em relação ao ritmo de luta, já que serão três lutas caso chegue à final.

Seu adversário será o jovem faixa marrom Anderson Munis, que conquistou a vaga após ficar em terceiro lugar no evento de março do Spyder. Na ocasião, Anderson derrotou Matheus Diniz na disputa pelo bronze. Com muita pujança física, Munis chega no Spyder para fazer a luta mais importante da sua carreira. Será que o jovem irá surpreender o mundo?