Home / Competições / ADCC 2019: Confira tudo que rolou no primeiro dia de competição

ADCC 2019: Confira tudo que rolou no primeiro dia de competição

Nesse sábado, o Anaheim Convention Center foi palco do primeiro dia de competição do ADCC 2019. As três áreas de luta receberam atletas dos quatro cantos do mundo e de várias categorias de peso. Assim como na edição passada, o ADCC 2019 reservou alguns momentos históricos, como a derrota de Lucas Lepri para o Canadense Dante Leon por 3 x 0.

No masculino, Gordon Ryan (Team Renzo Gracie) e Craig Jones (Absolute MMA) mostraram um jogo finalizador e concluíram seus combates com 100 % de aproveitamento em finalização. Já no feminino, Carina Santi (G13) e Bia Mesquita (Gracie Humaita) mostraram um ótimo nível e foram os destaques do feminino.  Confira um resumo do que rolou em cada categoria no dia de hoje.

66 kg: Favoritos confirmam expectativa e jovem de dezesseis anos rouba a cena

Tanquinho comemora vitória sobre Matheus Gabriel nas Quartas de final (Foto: Mayara Munhos – Jiu-Jitsu In Frames)

Na categoria até 66kg, a grande surpresa fica pela classificação do juvenil Tye Ruotolo (Atos) para a semifinal do evento. O jovem de dezesseis anos começou sua campanha rumo a semifinal eliminando o experiente Bruno Frazatto (Atos) por 2 x 0 . Nas quartas de final, Ruotolo enfrentou seu companheiro de treinos na Atos San Diego, Pablo Mantovani e saiu vitorioso após a decisão dos juízes da mesa responsável.

Amanhã, o seu adversário será Kennedy Maciel (Alliance), que estava perdendo a primeira luta por 3 x 2 para Ruan Alvarenga (Alliance / Marcelo Garcia), quando nos minutos finais encaixou uma finalização que mudou o rumo da luta. Nas quartas de final, “Cobrinha Júnior” controlou Richard Alarcon (One Jiu-Jitsu) e venceu por 2 x 0.

Na outra chave, os favoritos Paulo Miyao (Unity) e Augusto Tanquinho (Soul Fighters) confirmaram o favoritismo e avançaram para a semifinal. O atleta da Unity venceu Kenta Iwamoto (Triforce) por 5 x 0 e avançou para as quartas de final, onde enfrentou o irmão de Gordon Ryan, Nicky Ryan (Team Renzo Gracie). Em um combate estudado, Paulo mostrou sua superioridade e venceu por 2 x 0 .

O último semifinalista será Augusto Tanquinho (Soul Fighters), que começou o seu caminho ao título vencendo Keith Krikorian (10th Planet Jiu-Jitsu) por 5 x 0. Nas quartas de final, o carioca enfrentou o perigoso Matheus Gabriel (Checkmat). Em um combate bem disputado, Tanquinho controlou as ações, neutralizou os ataques do jovem faixa preta e no final, venceu o combate na decisão dos juízes.

77 kg: Dante Leon vence Lucas Lepri e se torna o destaque do primeiro dia de competição

Dante Leon escreveu seu nome no hall de azarões do ADCC. O canadense venceu Lucas Lepri por 3 x 0 e avançou para a semifinal do evento. O faixa preta da GFTeam não temeu Lucas Lepri e desde o começo, mostrou ao que veio. Faltando três minutos para o fim do combate, Dante conseguiu chegar em uma posição de superioridade e os pontos foram concedidos. A partir daí, o Canadense estabilizou a dominância e controlou o combate até o fim.

Seu adversário será o experiente Vagner Rocha (Fight Sports). Vagner começou o ADCC vencendo Sérvio Túlio (Gracie Barra) por finalização (Armlock) e avançou para as quartas de final, onde encontrou Celsinho Venicius (X-Coach). O duelo foi tenso e durante vários momentos, os dois atletas trocavam tapas em forma de disputa de pegadas. No final, Vagner se aproveitou de uma punição atribuída à Celsinho e garantiu seu lugar na semifinal.

Do outro lado da chave, o atual campeão JT Torres (Atos) voou em “Céu de Brigadeiro”. Em seu primeiro combate, JT neutralizou Ross Nicholls (Roger Gracie Academy) e avançou para as quartas de final, onde encontrou seu ex-parceiro de treinos, DJ Jackson (Team Lloyd Irvin). JT justitificou o seu favoritismo e dominou DJ Jackson, vencendo o combate por 3 x 0.

Na semifinal, o dono da Essential BJJ enfrentará Garry Tonon (Team Renzo Gracie), que venceu o polonês Mateusz Garnot por finalização. Nas quartas de final, Tonon travou uma guerra com Renato Canuto (Checkmat) e saiu vitorioso após mostrar mais ação durante os quinze minutos de luta.

88 kg: Com cem porcento de aproveitamento em finalizações, Craig Jones é o destaque da categoria

Após chocar o mundo em 2017, Craig Jones (Absolute MMA) mostrou que segue a sua rotina de finalizações. O Australiano não teve problemas em seu primeiro combate, onde finalizou o campeão da seletiva européia, Ben Dyson. Nas quartas de final, o aluno de Lachlam Giles derrotou Mason Fowler (Caio Terra Association) com uma guilhotina, avançando para a sua segunda semifinal consecutiva do ADCC.

O adversário de Jones será a surpresa Jon Blank (10th Planet Jiu-Jitsu), que começou com uma vitória por finalização (Chave de pé) sobre o experiente Rustam Chsiev (K-Dojo). Nas quartas de final, o aluno de Eddie Bravo travou uma batalha com o experiente Murilo Santana (Unity). Em um combate bem disputado, Blank soube neutralizar os ataques de Murilo e isso foi o suficiente para que os juízes concedessem a vitória para o americano.

Na outra chave, Josh Hinger (Atos) justificou a fama de ser um dos melhores atletas no circuito NOGI mundial. Com duas finalizações sobre Gabriel Almeida (Checkmat) e Adam Wardzisnki (Checkmat), Hinger encerrou sua participação com duas finalizações e grandes chances de ouro no absoluto.

Seu adversário será Matheus Diniz (Alliance), que derrotou Pedro Marinho (Gracie Barra) por 5 x 0  e em seguida, Diniz venceu Gabriel Arges (Gracie Barra) na decisão dos árbitros.

99 kg: Gordon Ryan e Hulk disputarão vaga na final

Na categoria até 99 kg, Gordon Ryan (Team Renzo Gracie) provou o porquê deve ser considerado um dos favoritos ao ouro. O aluno de John Danaher dominou Ben Hogkinson e Tim Spriggs respectivamente e avançou para a semifinal do evento, onde encontrará Lucas Hulk (Atos) dois anos depois da disputa de cinturão válida pelo Fight 2 Win. De lá pra cá muitas coisas mudaram, e tanto Gordon, quanto Hulk, são tops das suas respectivas categorias.

No outro lado da chave, Vinny Magalhaes (10th Planet Jiu-Jitsu derrotou Dan Martinez e James Puopollo, avançando para mais uma semifinal em seu vasto currículo. Seu adversário será o estreante Vinicius Trator (Alliance), que mesmo sendo convidado de última hora, não fez feio e eliminou Paul Ardila-Ibarra e Jackson Sousa, respectivamente.

99+: Nick Rodriguez é o intruso no meio dos faixas pretas

Antes do campeonato começar, todos achavam que a categoria acima de 99 kg teria Marcus Buchecha (Checkmat), Kaynan Duarte (Atos), Roberto Cyborg (Fight Sports) e Mahamed Aly (Lloyd Irvin) como semfinalistas, porém, um faixa azul com um passado vitorioso na NCAA resolveu mudar as coisas. Nick Rodriguez lembrou os áureos tempos de Mark Kerr e com uma força física fora do comum, venceu Mahamed Aly e Orlando Sanchez (Gracie Barra), qualificando-se assim para a semifinal contra Robert Cyborg.

Na outra chave, Marcus Buchecha e Kaynan Duarte confirmaram o favoritismo prévio e disputarão a semifinal em um combate que promete ser épico.

Feminino até 60 kg: Favoritas vencem e se garantem na semifinal

Na categoria até 60 kg do feminino, deu a lógica e as quatro favoritas estarão na semifinal amanhâ. O primeiro confronto será entre Ffion Davies (ECJJA) e Bia Mesquita (Gracie Humaita). Ffion derrotou a japonesa Rikako Yuasa (Paraestra) por 12 x 0, já Bia Mesquita não deu chances para Jena Bishop e com menos de dois minutos, finalizou a sua oponente com um armlock.

Na outra chave Bia Basílio (Almeida Jiu-Jitsu) encontrará novamente a Finlandesa Elvira Karppinen (10th Planet Jiu-Jitsu). As duas fizeram a semifinal no último ADCC, e a aluna de Caio Almeida saiu vitoriosa.

Feminino acima de 60 kg: Carina Santi surpreende Nathiely e se garante na semifinal

Na categoria mais pesada do feminino, Carina Santi (G13) foi o principal destaque do primeiro dia de competições. A atleta da G13 venceu a favorita Nathiely de Jesus (Rodrigo Pinheiro BJJ) por 8 x 0, assegurando sua vaga na semifinal contra Tayane Porfirio (Gracie Barra), que venceu a sua companheira de treinos Jessica Flowers (Gracie Barra) na decisão dos juízes.

Na outra chave, a atual campeã Gabi Garcia (Alliance) teve que suar para vencer a Suiça Stephanie Egger por 2 x 0 na prorrogação. A atleta do Road FC enfrentará Ana Carolina Vieira, que despachou Amanda Leve por finalização.