Home / Competições / ADCC 2019 – Análise da categoria até 88 kg

ADCC 2019 – Análise da categoria até 88 kg

Continuando a série de análises sobre as categorias do ADCC, nesse artigo nós falaremos sobre a categoria até 88 kg, que na última edição do ADCC foi dominada de ponta a ponta por Gordon Ryan. Após subir de peso, o atual campeão deixou seu posto vago na categoria.

Esse ano, a categoria teve algumas baixas de veteranos do ADCC, como: Kit Dale e Gilbert Durinho. Os dois atletas foram substituídos por Valdir “Bebê Monstro” Araujo (Fight Sports) e Pedro Marinho (Gracie Barra). Confira os dezesseis atletas que tentarão a medalha de ouro na categoria até 88 kg neste ano.

1 – Adam Wardzinski (Checkmat)

Forma de classificação: Vencedor da primeira seletiva européia

Atleta bastante conhecido no cenário internacional, Adam Wardzinski chega ao seu primeiro ADCC para mostrar que também pode ter uma boa performance lutando submission. Conhecido pelo seu jogo plástico de guarda de gancho, Wardzinski possui ferramentas necessárias para ir longe na categoria.

2 – Alec Baulding (Alliance)

Forma de classificação: Vencedor da primeira seletiva norte-americana

Faixa preta de Romero Jacaré, Alec Baulding credenciou-se para disputar o ADCC após vencer quatro lutas na seletiva realizada na Costa Leste dos Estados Unidos. Dessas quatro lutas, Baulding venceu nomes duros, como: Roberto Jimenez e Dan Martinez. Com um biotipo bem incomum para a categoria, o americano baseado na Suécia quer mostrar o seu jogo de passagem de guarda e pressão.

3 – Josh Hinger (Atos)

Forma de classificação: Vencedor da segunda seletiva norte-americana

Um dos principais nomes da categoria, Josh Hinger chega ao seu segundo ADCC em ótima fase nos duelos NOGI. Com uma base excelente no Wrestling e ótimos botes de finalização, o faixa preta de André Galvão espera reproduzir no ADCC, as belas atuações que proporcionaram-lhe o bicampeonato mundial NOGI da IBJJF.

4 – Gabriel Almeida (Checkmat)

Forma de classificação: Vencedor da seletiva Sul-Americana

Recém graduado faixa preta, Gabriel Almeida já conquistou ótimos resultados em seu primeiro ano na elite do esporte. O aluno de Léo Vieira enfrentou uma seletiva duríssima, onde venceu seis lutas e finalizou quatro delas com o mesmo golpe (Chave de calcanhar). Com muita disposição e pujança física, Gabriel tem boas chances de ir longe na competição.

5 – Ben Dyson (Roll BJJ)

Forma de classificação: Vencedor da segunda seletiva européia

Desconhecido do grande público, Ben Dyson chega ao ADCC após vencer a segunda seletiva do ADCC. Na ocasião, o Britânico derrotou o polonês Oscar Piechota, que recentemente enfrentou Rodolfo Vieira no UFC e mostrou um bom nível de chão. Dos dezesseis atletas inscritos, Dyson é um dos que estão no último pelotão de disputa pelo ouro.

6 – Keller Locker-Sodhi (Grappling Education)

Forma de classifcação: Vencedor da seletiva Ásia/Oceania

Ex-integrante da Seleção Australiana de Judô, Keller Locker-Sodhi chega ao ADCC após vencer a seletiva asiática para o evento. Na final do torneio classificatório, Locker-Sodhi venceu o Brasileiro naturalizado Australiano, William Dias (Clube Feijão / Perth Martial Arts). Estamos curiosos para saber como Locker-Sodhi irá desenvolver seu jogo de quedas no ADCC.

7 – Craig Jones (Absolute MMA)

Forma de classificação: Convidado

Um dos grandes destaques do último ADCC, onde chocou o mundo após finalizar Leandro Lo e Murilo Santana, Craig Jones foi catapultado ao topo do submission após a atuação de gala na Finlândia. Dois anos depois, Craig Jones participou de inúmeros campeonatos NOGI e obteve ótimos resultados. Além das vitórias, o Australiano aperfeiçoou suas técnicas com John Danaher e Gordon Ryan. Com tudo que foi citado nesse parágrafo, podemos apontar Craig Jones como um dos favoritos ao título.

8 – Rustam Chsiev (K-Dojo)

Forma de classificação: Convidado

Se pudéssemos definir Chsiev em uma palavra, essa palavra seria antijogo. Medalhista de bronze em 2015, o Russo tem como principal qualidade, o jogo de quedas e a base extremamente sólida no jogo por cima, que o coloca como um adversário difícil de raspar. Com essas características, Rustam Chsiev é uma luta dura para qualquer adversário da categoria.

9 – Mike Perez (Atos)

Forma de classificação: Convidado

Em sua terceira aparição no ADCC, Mike Perez espera ir mais longe na competições. Nas duas oportunidades, o atleta da Atos San Diego foi derrotado na segunda fase do evento. Esse ano, Perez desceu de categoria e com isso, espera ter vantagem física em relação aos demais.

10 – Murilo Santana (Unity)

Forma de classificação: Convidado

Com algumas participações anteriores, Murilo Santana pode ser considerado um dos competidores mais técnicos dessa divisão. Com uma boa guarda e um bom jogo por cima, o líder da Unity Jiu-Jitsu espera ir mais longe na competição e superar o seu melhor resultado conquistado (Quartas de final no ADCC 2007).

11 – Gabriel Arges (Gracie Barra)

Forma de classificação: Convidado

Um dos principais nomes da Gracie Barra na atualidade, Gabriel Arges chega ao seu primeiro ADCC disposto a mostrar que também pode se dar bem no Submission. Tricampeão Mundial de Jiu-Jitsu e com um jogo bastante técnico, o faixa preta de Rômulo Barral vai em busca do título que falta na sua coleção de triunfos.

12 – Matheus Diniz (Alliance / Marcelo Garcia)

Forma de classificação: Convidado

Matheus Diniz é o modelo perfeito de um competidor bem sucedido no ADCC. Forte, explosivo e com bons ataques de guarda, Matheus “King Kong” Diniz chega ao ADCC como um dos favoritos ao ouro da categoria. Essa avaliação é respaldada pelas ótimas atuações realizadas no KASAI Grappling.

13 – Jon Blank (10th Planet Jiu-Jitsu)

Forma de classificação: Convidado

Assim como os demais alunos de Eddie Bravo, Jon Blank segue a mesma filosofia de Jiu-Jitsu, onde a orientação principal é buscar a finalização de qualquer jeito, expondo-se aos riscos de um contragolpe. Em uma competição que vale pontos, essa estratégia é bastante ineficaz.

14 – Mason Fowler (Caio Terra Academy)

Forma de classificação: Vencedor da segunda seletiva norte-americana na categoria até 99 kg. Fowler trocou de categoria com Keenan Cornelius e desceu para a categoria até 88 kg.

Faixa marrom de Caio Terra, Mason Fowler chega ao ADCC após vencer alguns nomes conhecidos como Paul Ardilla. Com algumas conquistas importantes como faixa roxa e um cartel 2-0 no MMA, Mason Fowler pode ser um azarão na categoria até 88 kg.

15 – Valdir “Bebê Monstro” Araujo (Fight Sports)

Forma de classificação: Convidado

Convidado para substituir Kit Dale, podemos dizer que Valdir Araujo melhorou ainda mais o elenco de competidores da categoria. Faixa preta de Judô, uma excelente base em pé e uma boa dose de experiência, fazem de “Bebê Monstro” um desafio complicado para qualquer atleta que enfrenta-lo no ADCC.

16 – Pedro Marinho (Gracie Barra)

Forma de classificação: Convidado

Chamado na semana passada para substituir Gilbert Durinho, Pedro Marinho chega ao ADCC como Franco-Atirador. Com um jogo que alia explosão, força física e um bom jogo de quedas, o faixa marrom da Gracie Barra vem disposto a ser o que Craig Jones foi no ADCC 2017.