Home / Competições / ADCC 2019 – Análise da categoria até 77kg

ADCC 2019 – Análise da categoria até 77kg

Dando sequência a série de reportagens sobre o ADCC 2019, abordaremos neste artigo a categoria até 77 kg, que na última edição do evento foi conquistada pelo Americano JT Torres (Atos) em um combate emocionante contra Lucas Lepri (Alliance). Esse ano, JT vem em busca do bicampeonato lutando em seu país.

Além de JT, outros nomes como: Lucas Lepri (Alliance), Renato Canuto (Checkmat) e Edwin Najmi (Gracie Barra) aparecem com grandes chances de pódio na competição. Confira quem são os dezesseis competidores que disputarão o título do ADCC na categoria até 77 kg:

1 – JT Torres (Atos / Essential BJJ)

Forma de classificação: Campeão da última edição

JT Torres chega ao ADCC na condição de atual campeão da categoria até 77 kg. Nesses dois anos desde a vitória na Finlândia, muitas coisas aconteceram. JT abriu a sua academia em Nova York e se afastou um pouco das competições, focando apenas nas principais, como Mundial da IBJJF e lutas casadas no F2W. A falta de ritmo pode ser um problema para o atual campeão, porém sabemos que JT possui um jogo bastante técnico, que o qualifica entre os cinco melhores da categoria.

2 – Ross Nicholls (Roger Gracie Academy)

Forma de classificação: Vencedor da primeira seletiva européia

Bastante conhecido no cenário britânico, Ross Nicholls chega ao seu primeiro ADCC disposto a mudar de patamar e se tornar um grappler reconhecido internacionalmente. Com um grande histórico de lutas em eventos britânicos como: Polaris e Grapplefest, o faixa preta da Roger Gracie Academy parte para o maior desafio da sua carreira.

3 – Jon Satava (Alliance / Marcelo Garcia)

Forma de classificação: Vencedor da primeira seletiva norte-americana

Quando apareceu na faixa preta em 2015, Jon Satava era apontado como um dos grandes talentos da Academia de Marcelo Garcia. Quatro anos se passaram desde então, e Satava não se tornou o que esperavam dele. Apesar de tudo, o novaiorquino venceu cinco lutas e garantiu uma vaga no ADCC 2019. Após a seletiva, Satava competiu pouco por conta da paternidade e da inauguração da sua academia própria. ESse tempo de inatividade pode cobrar um preço alto.

4 – John Combs (Easton BJJ)

Forma de classificação: Vencedor da segunda seletiva norte-americana

Conhecido no cenário americano do Grappling, John Combs chega ao seu primeiro ADCC após vencer seis combates na seletiva da Costa Oeste Americana. Com uma base forte no Wrestling, John Combs tem em seu jogo de quedas, o seu maior trunfo para chegar longe na competição.

5 – Sérvio Túlio (Gracie Barra)

Forma de classificação: Vencedor da seletiva sul-americana

Sérvio Túlio é mais um bom nome oriundo da Gracie Barra Belo Horizonte. Para assegurar a sua vaga no maior evento de grappling do mundo, o faixa preta de Felipe Preguiça teve que vencer cinco combates na seletiva sul-americana do ADCC, incluindo uma guerra na final contra o então faixa marrom, Jeferson Guaresi. Uma boa campanha no ADCC pode representar uma grande mudança de patamar na carreira do jovem faixa preta.

6 – Mateusz Gamrot (Czerwony Smok Poznan)

Forma de classificação: Vencedor da segunda seletiva européia

Desconhecido do grande público do Jiu-Jitsu, Mateusz Gamrot é um dos principais nomes do KSW, principal evento de MMA da Polônia. Com um cartel de 15-0 na carreira e com vitórias importantes na carreira, o polonês vem fazendo a sua preparação para o ADCC na American Top Team, na Florida.

7 – Lachlan Giles (Absolute MMA)

Forma de classificação: Vencedor da seletiva Ásia/Oceania

Lachlan Giles é um dos principais representantes australianos no cenário do Grappling Mundial. Com duas aparições no ADCC, o Australiano chega para mais uma edição disposto a não ser eliminado na primeira fase do evento (Nas duas edições anteriores, Giles perdeu para Gilbert Durinho e JT Torres respectivamente).

8 – Lucas Lepri (Alliance)

Forma de classificação: Convidado

Um dos grandes nomes do Jiu-Jitsu de todos os tempos, Lucas Lepri chega a mais uma edição do ADCC para buscar o título que falta na sua coleção de grandes conquistas. Com dois vices-campeonatos seguidos, Lepri chega ao ADCC 2019 como um dos principais postulantes ao título do ADCC.

9 – Vagner Rocha (Fight Sports)

Forma de classificação: Convidado

Veterano do cenário de Grappling e de lutas casadas, Vagner Rocha chega ao ADCC 2019 em ótima fase, respaldado pelas suas atuações em eventos profissionais como: Kasai Grappling, Polaris Invitational e Fight 2 Win. Com uma boa defesa de quedas e facilidade para pegar as costas dos adversários, Vagner Rocha surge como uma ameaça para todos os competidores da divisão.

10 – Renato Canuto (Checkmat)

Forma de classificação: Convidado

Renato Canuto é um dos lutadores mais empolgantes de se assistir no cenário atual do Jiu-Jitsu. Com um bom jogo em pé, e um Jiu-Jitsu extremamente dinâmico, o atleta da Checkmat mostrou no Kasai Grappling que é um dos principais nomes da categoria e um dos principais candidatos ao pódio.

11 – Oliver Taza (Team Renzo Gracie)

Forma de classificação: Convidado

Oliver Taza retorna ao cenário após uma grave lesão no joelho, que pausou a sua boa fase na faixa marrom. Aluno de John Danaher, Taza tem como pontos fortes, os ataques de chave de pé, leglocks e chaves de calcanhar. Além dos treinamentos com Danaher, Oliver Taza também treina na Tristar Gym, academia do lendário lutador de MMA, Georges Saint-Pierre.

12 – Edwin Najmi (Gracie Barra)

Forma de classificação: Convidado

Um dos principais competidores da Gracie Barra na atualidade, Edwin Najmi chega ao seu primeiro ADCC disposto a repetir algumas atuações vitoriosas, como no GP NOGI do ACB, onde finalizou o então campeão do ADCC, Davi Ramos. Com um estilo bastante diferente dos demais lutadores, Edwin tem como trunfo os ataques de estrangulamentos e triângulos de mão.

13 – Celsinho Venicius (R1NG / X-Coach)

Forma de classificação: Convidado

Um dos veteranos da categoria, Celsinho Venicius é luta dura para qualquer integrante da categoria. No ADCC 2017, o líder da X-Coach perdeu para JT Torres em uma luta extremamente controversa, onde o árbitro não assinalou uma raspagem clara para Celsinho. Esse ano, Celso vai em busca de um pódio na maior competição de grappling do mundo.

14 – DJ Jackson (Team Lloyd Irvin)

Forma de classificação: Convidado

Com um ótimo Wrestling e um jogo de pressão por cima, DJ Jackson chega para mais uma edição do ADCC disposto a chegar mais longe na competição. O ponto negativo que depõe contra DJ, é a previsibilidade do seu jogo. Todos os adversários sabem que ele vai tentar jogar por cima.

15 – Dante Leon (GFTeam)

Forma de classificação: Convidado

Convidado de última hora para integrar o elenco da categoria até 77 kg, Dante Leon possui qualidades, tanto no jogo por cima, quanto no jogo de guarda. O canadense possui os predicados necessários para complicar o caminho de todos os integrantes da categoria.

16 – Garry Tonon (Team Renzo Gracie)

Forma de classificação: Convidado

Assim como Dante Leon, Garry Tonon foi convidado de última hora para substituir seu companheiro de treinos Nicky Ryan, que desceu para a categoria até 66 kg para substituir Ethan Crelinstein. Tonon é veterano do ADCC e nos últimos anos, foi um dos principais alunos de John Danaher nos eventos de submission profissionais dos Estados Unidos. Em 2018, o Novaiorquino decidiu migrar para o MMA e assinou com o evento ONE FC, onde conquistou um record de 5 vitórias, sendo quatro delas por finalização.