Home / Competições / Resumo do Final de Semana: American Nationals e Fight to Win 117

Resumo do Final de Semana: American Nationals e Fight to Win 117

Com a ausência de competições relevantes no solo brasileiro nesse final de semana, os destaques do Jiu-Jitsu ficaram para as competições que rolaram nos Estados Unidos. Em Las Vegas, a IBJJF promoveu a décima oitava edição do Campeonato Americano de Jiu-Jitsu (American National), que teve total domínio de atletas brasileiros. Outro evento que movimentou o final de semana competitivo foi o Fight to Win 117, que aconteceu em San Diego e contou com a presença massiva de atletas da Atos Jiu-Jitsu. Confira tudo que rolou no final de semana.

Campeonato Americano de Jiu-Jitsu: Fellipe Andrew e Fellipe Trovo são os destaques em Las Vegas

O Las Vegas Convention Center recebeu a décima oitava edição do American National, Campeonato Americano de Jiu-Jitsu promovido pela IBJJF. A cada ano que passa, o evento vem crescendo mais no número de participantes, mostrando a evolução do Jiu-Jitsu na terra do Tio Sam.

Nas disputas de kimono, Fellipe Andrew foi o principal nome entre os faixas pretas. O atleta da Zenith venceu a categoria super-pesado após derrotar Wellington Modena (One Jiu-Jitsu). No absoluto, o Pernambucano venceu Nicholas Greene (Ralph Gracie), Guthierry Barbosa (Carlson Gracie) e na grande final, venceu o americano John Hansen (Rodrigo Vaghi BJJ) e faturou o segundo ouro na competição.

Nas disputas sem kimono, foi a vez de Fellipe Trovo (Gracie Barra) se destacar. Na categoria pesado, o Ribeirão-Pretano derrotou Guilherme de Lima (Brasa / 99) e conquistou o primeiro ouro do dia. No absoluto, o aluno de Rômulo Barral na Gracie Barra Northdrige iniciou a campanha vencendo Alika Angerman (Zenith). Nas quartas de final, Trovo travou uma guerra contra Kim Terra (Caio Terra) e acabou saindo vitorioso.

Na semifinal, foi a vez de derrotar o equatoriano Johnny Tama (Alliance) e selar seu passaporte para final contra Leonardo Domingos (Zenith). Na final, Fellipe Trovo impôs seu jogo e garantiu mais uma medalha, fechando o campeonato com saldo positivo.

Roosevelt Sousa brilha entre os faixas marrons

Foto: Giselle Villasenor

Na faixa marrom, Roosevelt Sousa (Fight Sports) foi o grande nome do American National. O paraibano radicado em Miami faturou o ouro duplo após travar grandes batalhas. Na categoria pesadíssimo, Roosevelt venceu Renato Tagliari (Caio Terra) e conquistou o primeiro ouro da noite.

No absoluto, Roosevelt começou a campanha com vitória sobre Carlos Diaz (SF Empire Jiu-Jitsu). Em seguida, foi a vez de derrotar Jackson Batista (Checkmat) e avançar para a seminal, onde enfrentaria o talentoso Roberto Jimenez (Alliance). Na semifinal, Roosevelt se impôs diante de Roberto Jimenez e garantiu a vitória, avançando para finalíssima diante de Matheus Luna (Checkmat), que havia derrotado Fausto Godoy (Cícero Costha) no outro lado da chave.

Na final, Roosevelt aplicou um leglock justo em Matheus, que não teve opção e acabou sucumbindo ao golpe. Com o resultado, Roosevelt subiu alguns degraus na escala dos faixas marrons. O atleta que já venceu títulos importantes como World Pro, mostrou mais uma vez que tem jogo para figurar entre os melhores da categoria.

F2w 117: Kaynan Duarte vence Gutemberg Pereira na decisão dos juízes e mantém sequência positiva.

San Diego recebeu mais uma edição do Fight to Win, evento profissional americano que promove o Jiu-Jitsu e o Judô em todas as partes dos Estados Unidos. Na luta principal, Kaynan Duarte (Atos) derrotou Gutemberg Pereira (GFTeam) na decisão dos juízes. Em um duelo que se desenrolou a maior parte do tempo na guarda fifty-fifty, Kaynan foi mais efetivo, tentando alguns ataques no pé e conseguindo uma raspagem no final da luta, selando assim mais uma vitória na organização.

Outro destaque do evento foi a estreia de Ronaldo Júnior (Atos) na faixa preta. O aluno de André Galvão derrotou o experiente Sérgio “Pichilinga” Rios (99) na decisão dos juízes após dominar a maior parte do combate. O Teresopolitano chegou em várias posições dominantes e por pouco não finalizou Sérgio Rios. Confira um Highlight ddo combate.