Home / Competições / Mundial 2019: Análise das categorias na faixa preta

Mundial 2019: Análise das categorias na faixa preta

Chegamos ao momento mais esperado do calendário competitivo do Jiu-Jitsu. No próximo final de semana, os melhores atletas da modalidade irão se reunir para a vigésima terceira edição do Mundial da IBJJF. Nesse ano, a IBJJF irá premiar todos os campeões na faixa preta, fato inédito na história do campeonato.

Na edição desse ano, a pontuação mínima para participar do Mundial era de oitenta pontos no ranking. O chaveamento das categorias também foi feito com base no ranking da temporada 2018/2019, privilegiando os atletas que disputaram as competições da IBJJF nessa temporada.

No ano passado, Marcus Buchecha cedeu aquele que seria o seu décimo segundo ouro mundial para o seu amigo Leandro Lo, que se machucou na final da categoria Super-Pesado e não esteve apto para disputar a final do absoluto.

Como já é costume em todos os grandes eventos do ano, o BJJForum traz uma análise pormenorizada sobre todas as categorias de peso, e suas possíveis projeções. Confira!

Peso Galo

Atual campeão: Bruno Malfacine (Alliance)

Campeão Europeu: Rodnei Junior (Qatar BJJ)

Campeão Pan-Americano: Cleber Clandestino (Atos / Almeida)

Campeão Brasileiro: Cleber Clandestino (Atos / Almeida)

Premiação: US$ 6.000,00

Se teve uma categoria que se beneficiou da remuneração aos campeões, essa categoria é o peso galo. Com dezoito atletas no total, a categoria contará com o retorno do seu maior campeão, Bruno Malfacine, que havia se aposentado após conquistar o décimo título no ano passado. Entretanto, Malfacine não terá vida fácil nesse Mundial. Por não ter disputado nenhum campeonato da IBJJF nessa temporada, o proprietário da Alliance Orlando e atleta do BRAVE MMA caiu em uma chave com ótimos competidores, como o seu maior rival, Caio Terra (Brasa / Caio Terra), que provavelmente será seu adversário nas quartas de final. Na mesma chave, Mikey Musumeci (Caio Terra) estreia no peso galo buscando seu terceiro ouro mundial na faixa preta.

Do outro lado da chave, a nova geração vem muito bem representada por Cleber Clandestino (Atos / Almeida Jiu-Jitsu) , Rodnei Júnior (Qatar BJJ), Tomoyuki Hashimoto (Caio Terra) e Lívio Galinho (Ares). Clandestino vem embalado pelas conquistas obtidas no Pan e no Brasieliro. Já Rodnei, quer dar continuidade aos resultados conquistados em 2018 e no início desse ano. Outro fato interessante nessa categoria, é a presença do Bicampeão Mundial, Omar Salum (Gracie Humaita). Após vinte anos do seu primeiro título mundial, Omar retorna ao Mundial aos 43 anos para “sair na mão” com a garotada.

Peso Pluma

Atual Campeão: Mikey Musumeci (Caio Terra)

Campeão Europeu: Cícero Costha fechou a categoria

Campeão Pan-Americano: Cícero Costha fechou a categoria

Campeão Brasileiro: Hiago George (Cícero Costha)

Premiação: US$ 6.000,00

Com a ausência do atual bicampeão, Mikey Musumeci (Caio Terra), a categoria pluma viveu um cenário de dominância por parte da Equipe Cícero Costha em 2019. De um lado da chave, João Miyao e Tiago Barros surgem como os representantes da equipe, mas Alex Sodré (Nova União) mostrou no Brasileiro que tem totais condições de quebrar essa hegemonia. Na ocasião, o aluno de Rodrigo Feijão derrotou João Miyao e levantou o público presente em Barueri, passando a guarda de Miyao por duas vezes. Além de Sodré, Gabriel Sousa (ZR Team) aparece disposto a repetir o feito realizado na UAEJJF.

Do outro lado da chave, tudo indica que Hiago George e Paulo Miyao chegarão na semifinal. Para evitar esse fechamento de semifinal, Pablo Mantovani (Atos) surge como o principal designado para essa tarefa.

Peso Pena

Atual Campeão: Shane-Jamil Hill (Lloyd Irvin)

Campeão Europeu: Paulo Miyao (Cícero Costha)

Campeão Pan-Americano: Matheus Gabriel (Checkmat)

Campeão Brasileiro: Isaac Doederlein (Alliance)

Premiação: US$ 6.000,00

O Peso Pena sofreu uma baixa de última hora com a ausência do atual campeão, Shane-Jamil Hill (Team Lloyd Irvin). Jamil teve um quadro de apendicite no último final de semana e teve que abandonar a busca pelo bicampeonato. Com isso, Osvaldo Queixinho (Ares), Matheus Gabriel (Checkmat) e Gianni Grippo (Alliance) tornaram-se os principais nomes da chave número um, com boas chances na competição.

Na outra chave, temos uma indefinição em relação a luta 54, que será entre o vencedor do confronto 50 entre Thiago Abud (Unity) e Kennedy “Cobrinha Jr” Maciel (Alliance). Caso Kennedy vença, não sabemos se ele irá enfrentar seu parceiro de treinos, Isaac Doederlein (que possui ótimas perspectivas na categoria). Na mesma chave, temos a presença de Leonardo Saggioro (BTT) e Márcio André (Nova União), que também possuem ótimas chances de pódio.

Peso Leve

Atual Campeão: Lucas Lepri (Alliance)

Campeão Europeu: Levi-Jones Leary (Unity)

Campeão Pan-Americano: Levi-Jones Leary (Unity)

Campeão Brasileiro: Ygor Rodrigues (Centro de Treinamento Márcio Rodrigues)

Premiação: US$ 6.000,00

Após três anos de domínio absoluto por parte de Lucas Lepri (Alliance), o peso leve vê surgir uma nova estrela no seu quadro de competidores. Em seu primeiro ano na faixa preta, o Australiano Levi-Jones Leary surpreendeu a todos quando venceu Lepri na final do Europeu desse ano. Com um jogo bem agressivo e com muitos berimbolos, o aluno de Murilo Santana também venceu o Pan-Americano.

Na chave número um, Lucas Lepri larga como favorito a uma vaga na semifinal. Do outro lado da chave, Victor Silvério (Gracie Barra) , Ygor Rodrigues (Centro de Treinamento Márcio Rodrigues) e Yan Lucas “Pica-Pau” (Ribeiro Jiu-Jitsu) saem com uma ligeira vantagem na busca de uma vaga para a semifinal.

Na chave de número dois, Levi-Jones Leary (Unity) tem boas chances de chegar na semifinal. Já do outro lado da chave, temos a presença do medalha de prata em 2018, Renato Canuto. Além do retorno do tricampeão mundial, Michael Langhi (Alliance). Alef Soares (Ares) aparece correndo por fora na disputa.

Peso Médio

Atual Campeão: Isaque Bahiense (Alliance)

Campeão Europeu: Isaque Bahiense (Alliance)

Campeão Pan-Americano: Isaque Bahiense (Alliance)

Campeão Brasileiro: Otávio Sousa (Gracie Barra)

Premiação: US$ 6.000,00

Dominada por Isaque Bahiense desde o Mundial 2018, o peso médio conta com algumas caras novas e o retorno de alguns grandes nomes. Na chave número um, além da presença de Isaque Bahiense, temos a presença do experiente JT Torres (Atos), que pode travar um ótimo duelo na fase de oitavas de final contra Manuel Ribamar (Rodrigo Pinheiro BJJ). Na mesma chave, temos a presença de Jaime Canuto (GFTeam), Otavio Sousa (Gracie Barra) e Yago de Souza (Brotherhood).

Na chave número dois, Gabriel Arges (Gracie Barra) e Marcos Tinoco (Alliance) aparecem como baias, e só farão uma luta no sábado. Tommy Langaker (Kimura), Claudio Calasans (Atos) e Dante Leon (GFTeam) completam a lista de atletas com reais chances de pódio. Essa concentração de talentos faz da categoria médio, a melhor categoria a se assistir nesse Mundial.

Peso Meio-Pesado

Atual Campeão: Atos fechou a categoria com Lucas Hulk e Gustavo Braguinha

Campeão Europeu: Rudson Mateus (Caio Terra)

Campeão Pan-Americano: Atos fechou a categoria com Gustavo Braguinha e Lucas Hulk

Campeão Brasileiro: Rudson Mateus (Caio Terra)

Premiação: US$ 6.000,00

Após dominar a categoria meio-pesado com Gustavo Braguinha e Lucas Hulk, a Atos chega ao Mundial 2019 com a missão de manter a hegemonia na categoria. Todavia, esse ano a tarefa será um pouco mais complicada.

Além dos habituais personagens da categoria, esse ano teremos a presença de Felipe Preguiça (Gracie Barra), campeão na categoria de cima em 2018.

Na chave número um, Lucas Hulk aparece como um dos cabeças de chave, podendo repetir nas quartas de final, o confronto contra Matheus Diniz (Alliance). No ano passado, os dois se enfrentaram nas quartas de final e protagonizaram a melhor luta do campeonato entre os pretas. Na mesma chave, Preguiça tem o jovem Gabriel Almeida (Checkmat), que em seu primeiro ano na faixa preta, conquistou a prata no Europeu.

Na chave número dois, Gustavo Braguinha (Atos) quer continuar a sua rotina de vitórias. Rudson Mateus (Caio Terra) e Renato Cardoso (Alliance) também estão no páreo para deter o aluno de André Galvão.

Peso Pesado

Atual Campeão:  Felipe Preguiça (Gracie Barra)

Campeão Europeu: Atos fechou a categoria com Gustavo Braguinha e Kaynan Duarte

Campeão Pan-Americano: Kaynan Duarte (Atos)

Campeão Brasileiro: Dimitrius Souza e Vinícius Trator fecharam a categoria para a Alliance

Premiação: US$ 6.000,00

Com a ausência de Felipe Preguiça e o retorno de Leandro Lo (Brotherhood), além da presença de jovens valores como Kaynan Duarte (Atos) e Vinicius Trator (Alliance), fazem com que a categoria pesado atraia as atenções do grande público.

Na chave número um, Kaynan Duarte (Atos) chega ao seu primeiro mundial como faixa preta e como um prêmio à sua performance na temporada, o aluno de André Galvão será um dos cabeças de chave. Para tentar evitar que Kaynan avance na chave, surgem nomes como: Adam Wardzinski (Checkmat), Dimitrius Souza (Alliance) e seu ex-parceiro de treinos, Keenan Cornelius, que agora compete como agente livre na BJJ Globetrotters.

Na outra chave, Leandro Lo vai em busca de mais um ouro no Mundial. O líder da Brotherhood quer apagar a má atuação do Pan, onde foi finalizado por Adam Wardzinski. Além de Lo, a chave conta com nomes expressivos como: Patrick Gaudio (Gfteam), Jackson Sousa (Checkmat) e Vinicius Trator (Alliance).

Peso Super-Pesado

Atual Campeão: Mahamed Aly (Team Lloyd Irvin)

Campeão Europeu: Fellipe Andrew (Zenith)

Campeão Pan-Americano: Fellipe Andrew (Zenith)

Campeão Brasileiro: Nicholas Meregali (Alliance)

Premiação: US$ 6.000,00

Com muitas possibilidades abertas, a categoria Super-Pesado é uma das abertas desse Mundial. Na chave número um, o atual campeão Mahamed Aly (Team Lloyd Irvin) vem em busca do bicampeonato na faixa preta. Além de Aly, essa chave conta com a presença de Gutemberg Pereira (GFTeam), Rodrigo Cavaca (Zenith) e Tanner Rice (Soul Fighters).

Na outra chave, Fellipe Andrew (Zenith), Nicholas Meregali (Alliance) e Luiz Panza (Checkmat) surgem como fortes candidatos ao ouro do campeonato.

Peso Pesadíssimo

Atual Campeão: Marcus Buchecha (Alliance)

Campeão Europeu: Victor Honório (Alliance)

Campeão Pan-Americano: GFTeam fechou a categoria com Ricardo Evangelista e Max Gimenis

Campeão Brasileiro: Duzão Lopes (Guigo / Team Lloyd Irvin)

Premiação: US$ 6.000,00

Dominada por Marcus Buchecha desde 2016, a categoria pesadíssimo chega em 2019 com o seguinte questionamento: Quem vai parar Buchecha? Na chave de número um, Buchecha aparece como cabeça de chave. Junto com ele, temos a presença de nomes fortes como: João Gabriel Rocha (Soul Fighters)e Max Gimenis (GFTeam).

Na chave número dois, Duzão Lopes (Guigo) e Victor Honório (Qatar BJJ) largam na frente em busca de uma vaga na final. Ricardo Evangelista (GFTeam) e Felipe Bezerra (Checkmat) correm por fora.