Home / Top News / Catherine Perret quer repetir feito do Pan no Mundial Sem Kimono: “Esperança de título”

Catherine Perret quer repetir feito do Pan no Mundial Sem Kimono: “Esperança de título”

Foto: Dielle Pike 
Catherine Perret, 28 anos, é uma das estrelas em ascensão da nova geração do Jiu-Jitsu feminino. Sob a tutela de Léo Vieira na Califórnia, nos Estados Unidos, a faixa-preta tem se preparado para conquistar seu primeiro título mundial na divisão mais difícil da modalidade.
Catherine, mais conhecida como “Cacá”, está confirmada no próximo Mundial Sem Kimono da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF), a ser realizado em dezembro, em Long Beach, na Califórnia.
Catherine, que vem embalada do ouro conquistado no Pan Sem Kimono da IBJJF, vai lutar na divisão peso leve.
“Eu amo o novo desafio que esse nível traz. Ganhar o Pan Sem Kimono parecia irreal, mas vencer as apostas não significa ganhar o Mundial . Meu olho está no do Mundial Sem Kimono. Cheguei perto do ouro no ano passado. Eu tenho trabalhado na esperança de conquistar o título Mundial Sem Kimono este ano”, conta Catherine, antes de analisar seus primeiros passos como faixa-preta profissional e seu estilo no Jiu-Jitsu.
“O primeiro ano como faixa-preta me ensinou muito. A margem de erro é tão pequena no nível de faixa-preta, que quando você erra… acabou. Um passo tarde demais ou cedo você não completa o passe. Um segundo muito lento ou muito rápido e você não pega a finalização. Está sendo uma experiência incrível, estou vivendo um sonho de ser profissional do meu esporte. É genial isso tudo. Sobre meu estilo no Jiu-Jitsu posso dizer que é lutar e passar a guarda. Eu amo derrubar as pessoas e passar a guarda! Minha finalização favorita é aquela que funciona (risos)”.
Na faixa-marrom, Catherine venceu o Mundial e Pan da IBJJF, o que ajudou ainda mais colocar seu nome em evidência no esporte. Hoje, como faixa-preta, ela colhe os frutos dos seus títulos treinando nos Estados Unidos.
“Eu  fiz a mudança do Brasil para treinar com o Leonardo Vieira . Há mais oportunidades aqui nos Estados Unidos para mostrar meu Jiu-Jitsu. Tive a sorte de poder treinar tantos anos no Rio com o mestre Ricardo Vieira, mas para melhorar o Jiu-Jitsu e, realmente, alcançar meus objetivos, preciso estar aqui nos Estados Unidos, mais especificamente no Sul da Califórnia. Meu treino é muito forte aqui e tenho tudo que um atleta precisa para conquistar títulos”, encerra Cacá.
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com