Home / Colunas / Revelação, Gabriel Almeida analisa primeira experiência na faixa-preta e tática para vencer o Mundial Sem Kimono

Revelação, Gabriel Almeida analisa primeira experiência na faixa-preta e tática para vencer o Mundial Sem Kimono

Estrela da nova geração do Jiu-Jitsu, Gabriel Almeida não vê a hora de disputar o primeiro grande torneio com a faixa-preta. O atleta da Checkmat tem se preparado para lutar o Mundial Sem Kimono, um dos principais torneios da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation, a ser realizado em dezembro.

Qual seria a melhor estratégia para vencer? Bom, Gabriel aposta no jogo ofensivo.

“Gosto muito de buscar a finalização o tempo todo. Com o sem kimono não acontece tanta amarração, deixa o jogo mais solto e com mais possibilidades. Eu deixo fluir meu jogo com botes no pé e joelho como, por exemplo, chave de pé e leglock. Sempre busco finalizar. Espero que o público compareça para ver o evento e que nosso esporte cresça cada vez mais”, revela.

Como forma de preparação, Gabriel disputou dois torneios de kimono e foi medalhista de prata em ambos, perdendo apenas por detalhes. As lições fazem dele um atleta melhor, como ele conta, a seguir.

“Me senti bem com a minha performance, pois pude enfrentar atletas do topo da divisão meio-pesado, o que me deixa bem animado paro futuro. Na faixa-preta, a luta é vencida muito na parte mental, pois todos ali estão bem preparados. Um erro na luta pode ser fatal, então, a vitória acaba sendo de quem errar menos. Vou para a próxima bem mais ligado. Sem espaços para erro”, encerra Gabriel.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com